Estudo da quantidade de saltos de uma equipe masculina de voleibol infanto-juvenil em 2009

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 39 (9590 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 INTRODUÇÃO


1.1 CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA


No treinamento desportivo, busca-se uma constante equiparação do treino com o jogo. Lian e outros (1996) afirmam que os voleibolistas de alto nível realizam 60 saltos por hora numa partida. Marques Junior (2001) lembra que no voleibol acontece o salto oblíquo (salto com trajetória curvilínea), comum no saque em suspensão e na cortadados 3 metros, embora não encontramos muitos trabalhos endereçados para este tipo de salto.
Segundo Carrasco e outros (2002), o salto vertical no voleibol é considerado a principal ação motora de alta intensidade, constituindo-se como um importante fator relacionado ao desempenho esportivo, principalmente por estar contido nas ações ofensivas e defensivas.
Após as alteraçõesocorridas nas regras do voleibol no ano de 1998, tornou-se necessário a realização de novos estudos com relação a esta ação motora, isto devido ao fato de que as alterações nas regras repercutiram em uma nova situação no que se refere ao número de ações motoras que ocorrem nas partidas de Voleibol (BIZZOCCHI, 2008).
Esta modalidade esta em ascensão no cenário nacional (PAIM, 2003). SegundoRodacki (1997) apud Berriel (2004), o correto conhecimento das qualidades físicas exigidas dentro do voleibol torna-se imprescindível para ser caracterizado como treinamentos em relação aos parâmetros de tipo, intensidade, número de repetições, freqüência e o intervalo dos estímulos aplicados na modalidade.
De acordo com Canfield e Reis (1998), o esporte se apresenta como uma manifestaçãosocial, além de se constituir em um fenômeno universal, pois contém uma necessidade humana chamada jogo. Para Suvorov e Grishin (1990a), o ensino do voleibol para as categorias menores, deve ter ainda como prioridade o fortalecimento dos participantes e o ensino de conhecimentos e hábitos motores de importância vital.
Segundo Gouveia (2005), Pode-se observar que os estudos acerca daperformance e suas demandas passam a ser interessantes para viabilizar uma racionalização dos treinamentos e são muito importantes. No entanto, não recebem a devida abordagem científica.
Diante das mudanças no desempenho físico, técnico e tático que ocorrem ao longo do tempo na formação dos jovens atletas voleibolistas, tanto de ordem estrutural quanto de ordem funcional (BENETTI; SCHNEIDER;MEYER, 2005; DUNCAN; WOODFIELD; AL-NAKEEB, 2006; MALINA et al., 2005), e da necessidade do desenvolvimento para o alto nível da modalidade, o voleibol tem passado cada vez mais pelo estudo e sistematização de elementos relativos a duas realidades interdependentes: o jogo e o jogador.
Frente a isso, questiona-se qual a quantidade de saltos de uma equipe masculina de voleibolinfanto-juvenil.


1.2 OBJETIVO GERAL

Estudar a quantidade de saltos de uma equipe de voleibol infanto-juvenil durante um campeonato.



1.3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS


São os seguintes os objetivos específicos deste trabalho:


• Quantificar o número de saltos dos atletas em relação aos fundamentos.
• Quantificar o número de saltos dos atletas em relação asespecialidade.
• Quantificar o número de saltos dos atletas em relação aos sets e partidas.
• Relacionar a quantidade de saltos dos atletas relacionando os fundamentos às especialidades dos atletas.



1.4 JUSTIFICATIVA

A realização deste trabalho foi inspirada na curiosidade e interesse pessoal, a partir do momento em que foi aplicado em prática durante a realizaçãodo estágio obrigatório, o que foi ensinado em sala de aula na disciplina de voleibol do curso de Educação Física.
O voleibol é uma modalidade que exige da força reativa para suas ações, nos membros superiores e inferiores (PALAO et al., 2001).
O salto vertical no voleibol permite que o jogador execute o saque em suspensão (o viagem ao fundo do mar), o bloqueio, a cortada...
tracking img