Estado absolutista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (465 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
As linhagens do estado absolutista

Entender a natureza social do absolutismo é vital para compreender a passagem do feudalismo para o capitalismo na Europa e dos sistemas políticos que adiferenciaram.
A fim de facilitar a compreensão, o autor trabalha com a proposta de comparar o Estado absolutista da Europa Ocidental e da Oriental.
Anderson demonstra que durante os séculos XIV e XV umperíodo de crise no modo de produção feudal teve por conseqüência a ruptura com a soberania piramidal que viria a facilitar o surgimento do Estado absolutista no Ocidente.
As monarquias absolutasintroduziram os exércitos regulares, uma burocracia permanente, o sistema tributário nacional, a codificação do direito e os primórdios de um mercado unificado.
Na verdade a nobreza no absolutismo não foidesalojada do seu poder político, ou seja, o absolutismo era um aparelho de dominação feudal recolocado e reforçado, destinado a sujeitar as massas camponesas á sua posição social tradicional.
Porémpara o autor, o Estado possuía características capitalistas, mas a autoridade política permanecerá a mesma do antigo sistema feudal, ou seja, ela não fora desalojada do seu domínio político.
?(...) OEstado absolutista nunca foi um árbitro entre a aristocracia e a burguesia e menos ainda um instrumento da burguesia nascente contra a aristocracia: ele era a nova capacidade política de uma nobrezaatemorizada.? (ANDERSON; 1965 p.18).
Porém a cidade medieval foi capaz de se desenvolver, porque cada vez mais as economias urbanas se libertavam da dominação direta de uma classe dirigente rural.
OEstado absolutista do Leste, foi uma máquina repressiva de uma classe feudal que acabara de suprimir as tradicionais liberdades comunais da população pobre , ou seja, foi um mecanismo para aconsolidação da servidão num ambiente onde não existiam cidades autônomas ou uma resistência urbana.
As cidades do Leste não tinham investimentos estrangeiros, o seu comércio externo era insignificante....
tracking img