Escolas literarias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1678 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Alvaro
 Oliveira
 
 

Introdução:
  O
 Trovadorismo foi a primeira escola literária portuguesa. Iniciou-se no século XII e terminou no século XIV aproximadamente. A linguagem utilizada nas cantigas trovadorescas é o galegoportuguês. Nas cantigas, principal gênero literário português da época, o principal tema são as cantigas de amor e amigo na qual o eu lírico retrata seu amor.Há também as cantigas satíricas denominadas de escárnio e maldizer. Elas eram cantadas acompanhadas de instrumentos musicais e não eram normalmente cantadas em público e sim em reuniões pois o nobre não devia expressar publicamente seus sentimentos a todos e eram normalmente discursadas em palácios por isso eram foram apelidadas de poesias “palacianas”
 

Ai
 eu
 coitad!
 E por
 que
 vi
 
  a
 dona
 que
 por
 meu
 mal
 vi!
 
  Ca
 Deus
 lo
 sabe,
 poila
 vi,
 
  nunca
 já
 mais
 prazer
 ar
 vi;
 
  ca
 de
 quantas
 donas
 eu
 vi,
 
  tam
 bõa
 dona
 nunca
 vi.
 
  Tam
 comprida
 de
 todo
 bem,
 
  per
 boa
 fé,
 esto
 sei bem,
 
  se
 Nostro
 Senhor
 me
 dê
  bem
 
  dela!
 Que
 eu
 quero
 gram
  bem,
 
  per
 boa
 fé,
 nom
 por
 meu
  bem!
 
  Ca
 pero
 que
 lh’eu
 quero
  bem,
 
  non
 sabe
 ca
 lhe
 quero
 bem.
 
  Ca
 lho
 nego
 pola
 veer,
 
  pero
 nona
 posso veer!
 

Mais
 Deus,
 que
 mi
 a
 fezo
 veer,
 
  rogu’eu
 que
 mi
 a
 faça
 veer;
 
  e
 se
 mi
 a
 non
 fazer
 veer.
 
  Sei
 bem
 que
 non
 posso
 veer
 
  prazer
 nunca
 sem
 a
 veer.
 
 
  Ca
 lhe
 quero
 melhor
 ca
 mim,
 
  pero
 non
 o
 sabe
 per mim,
 
  a
 que
 eu
 vi
 por
 mal
 de
 mi[m].
 
 
  Nem
 outre
 já,
 mentr’
 eu
 o
 sem
 
  houver;
 mais
 s
 perder
 o
 sem,
 
  dire[i]-­‐o
 com
 mingua
 de
 sem;
 
 
  Ca
 vedes
 que
 ouço
 dizer
 
  que
 mingua
 de
 sem
 faz
 dizer
 
  a
 home o
 que
 non
 quer
 dizer!
 

O
 trovador
 ao
 cantar
 essa
 canRga
 de
 amor
 retrata
 bem
 as
  caracterísRcas
 trovadorescas.
 Ele
 expressa
 seu
 senRmento
 de
 amor
 a
  mulher
 amada
 a
 idolatrando
 e
 querendo-­‐a
 próxima
 a
 ele.
 Conversa
 e
  pede
 ajuda
 a
 Deus para
 que
 o
 mesmo
 lhe
 seja
 bondoso
 e
 lhe
 traga
 a
  mulher
 amada
 que
 sem
 ela
 ele
 não
 senRrá
 mais
 prazer.
 

CanRgas
 de
 amigo
 
  -­‐  Eu
 lírico
 feminino.
 

Principais
 caracterísRcas:
  CanRgas
 de
 amor
 
  -­‐  Eu
 lírico
 masculino
  -­‐  Ausência de
 paralelismo
  -­‐  Amor
 cortês
 

-­‐  Uso
 de
 paralelismo.
  -­‐  Musicalidade.
  -­‐  Amor
 natural,
 espontâneo.
 

-­‐  Ambientação
 aristocráRca
  das
 cortes
  -­‐  Ambientação
 popular
 rural
 ou
 urbana.
 
 

Oh
 minha
 amada,
 que
 longe
 de
  mim
 estás
 
 a
 dona
 da
 minha vida,
 por
  onde
 andarás?
  Longe
 de
 R
 não
 vivo,
  não
 respiro.
 
  Oh
 minha
 amada,
 que
 de
 mim
  sumiu
  quero
 estar
 junto
 a
 R,
  te
 abraçar,
  senRr
 seu
 corpo
 junto
 ao
 meu.
 
  Oh
 minha
 amada,
 sem
 tu
 não
  sinto
 prazer
  minha
 vida...
tracking img