Esclerose lateral amiotrofica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIP – UNIVERSIDADE PAULISTA
Instituto de Ciências Humanas
Departamento de Psicologia









Estudo, Causas e Prognóstico da Esclerose Lateral Amiotrófica.










Ana Paula B. Roque RA A633CB- 0
JacquelineGuilherme
Lilian
Samantha Apª Destito RA A6352F-1
Susan




Disciplina: Neurofisilogia
Docente Responsável: Profª Marina Vianna



Ribeirão Preto

Setembro – 2011

ESCLEROSE LATERALAMIOTROFICA - (ELA)


O que é a Esclerose Lateral Amiotrófica:

A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é uma doença (conjuntos de sinais e sintomas), fatal e neurodegenerativa que afeta as estruturas cerebrais.
Pela etimologia da palavra, esclerose significa rigidez, endurecimento. Lateral devido à ocorrência do problema em células que se encontram localizadas em um dos lados da medula espinhal,e amiotrófica, significa “ausência de alimentação muscular” que caracteriza a atrofia da musculatura, e a diminuição no seu volume.
Foram descritos alguns sintomas da doença pela primeira vez em 1869 pelo neurologista francês Jean-Martin Charcot (Paris, 1825 — Morvan, 1893), por isso a doença também pode ser encontrada com o nome de Doença de Chacot em função do médico que à descobriu.
NoBrasil, a ELA chega a afetar 2.500 pessoas por ano, e nos Estados Unidos, um índice de aproximadamente 8 casos para cada 100.00 habitantes.
Alguns médicos acreditam que o número de casos vem aumentando nos últimos anos, outos atribuem o aparecimento de novos casos a uma melhor tecnologia de diagnóstico.

Atuação da doença:

A Esclerose Lateral Amiotrófica afeta os neurônios motores superiores einferiores, do córtex cerebral e da medula espinhal, que são responsáveis pelos movimentos de contração e relaxamento dos músculos, que tornam o corpo capaz de realizar os movimentos voluntários e involuntários, quando essas células são degeneradas, perdem a capacidade de enviar estímulos a musculatura.
Normalmente os neurônios motores superiores enviam os neurotransmissores para os motoresinferiores, que se localizam na medula, lá este sinal é transpassado através de fibras musculares, os chamados axônios que se prendem na musculatura, se cruzando com a fibra muscular, este ponto é chamado de junção neuromuscular.
Quando o sinal transmitido chega a esta junção, o músculo realiza a função especifica de movimentação.
Os neurônios motores superiores e inferiores dos portadoresde ELA se tornam enfraquecidos até a total degeneração e não conseguem realizar esta atividade, ou seja, fazer com que o estimulo chegue a junção neuromuscular, desta forma dá-se a perda de movimentos involuntários, voluntários conseqüentemente a coordenação motora, causando paralisia muscular progressiva.
Toda a função muscular do corpo é afetada uma vez que não recebem os estímulos, não podemexercer suas funções básicas, dessa forma o portador perde aos poucos a capacidade de movimentos, fala, deglutição e respiração.


Primeiros sintomas e evolução da doença:

Normalmente a doença começa com fasciculações, ou seja, movimentos involuntários, por todo o corpo, algia intensa nos membros inferiores e região lombar, fraqueza muscular começando pelos membros inferiores esuperiores, geralmente um lado do corpo é afetado e depois o outro, a incapacidade de segurar objetos até a impossibilidade de levantar-se de uma cadeira.
Devido a estes sintomas primários o diagnostico precoce se torna difícil pois geralmente , os sintomas podem ser confundidos os de outras doenças, como o AVC, ou problemas relacionados a coluna, uma grande parte dos pacientes passam por...
tracking img