Epicuro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4477 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE PITÁGORAS
ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO

O FIM PARA EPICURO

São Luís
2013
ISABEL
JOSÉ JAIME
LÁZARO
VALDEMIR
CARLOS AUGUSTO
SILVIELLY
JARDIEL
MARCOS BARBOSA
ROGÉRIO
IVANILSON
JADYSON
DANIEL MEDANHA
DORIAN
MARCELO
JOÃO CARNEIRO
LADY ARAUJO
ITALLO
LUIS FELIPE
JOHNNATAS
ANTÔNIO LUCAS
RAMON

ARYANA AZEVEDO
BRUNA OLIVEIRA
CAIO CADILHE
DAIANE SILVAPHELIPE SILVA
QUEZIA GUIMARÃES
SILVIELLY MENDES
VIVIANE SÁ



O FIM PARA EPICURO

“Trabalho escrito com exposição em sala para obtenção de nota na Cadeira de Homem, Cultura e Sociedade.”
Orientadora: Rodrigo.

São Luís
2013
RESUMO
Para Epicuro o objetivo da vida feliz é o prazer, mas, em que consiste a felicidade? É bom ter muitos desejos? Segundo estefilósofo o prazer e a felicidade são certamente os critérios condutores do ser humano. O problema está em definir qual é o verdadeiro prazer e como otimizar o bem-estar pessoal, lembrando que a um prazer imediato corresponde muitas vezes uma dor futura. Segundo Epicuro a solução mais sábia está em submeter a busca da felicidade ao juízo da razão. É preciso, portanto, eliminar os medos inúteis (damorte, dos deuses, da dor), moderar as necessidades de modo que o seu gozo não se transforme no contrário e, principalmente, a tranquilidade do espírito, a serenidade.
Cálculo do prazer - Consiste na ideia de Epicuro de que é possível maximizar o bem-estar da vida por meio do cuidadoso cálculo matemático, dos sacrifícios e do prazer decorrentes de um comportamento. O cálculo não deve considerarsomente as consequencias imediatas, mas também, as de longo prazo, posto que, frequentemente, satisfazer um desejo provoca uma imediata felicidade.
Necessidades - Epicuro distingue três tipos de necessidades: 1) Necessidades naturais e essenciais, a serem saciadas sempre (por exemplo, a fome, a sede, o sono). Dependem das necessidades biológicas do corpo e, se não forem satisfeitas, produzem a morte.2) Necessidades naturais e não essenciais, a serem buscadas com moderação ou nem mesmo assim (por exemplo, comer bem ou demais, exceder-se nas práticas sexuais). 3) Necessidades não naturais e não essenciais, que nunca devem ser buscadas, pela sua natureza artificial (glória, sucesso, riqueza, riqueza, beleza).
Hedonismo - Corresponde à doutrina do Epicurismo, pela qual o prazer é o fim e oprincípio de uma vida feliz, objetivo em direção ao qual todo indivíduo orienta a própria ação. No entanto, segundo Epicuro, é preciso distinguir entre prazer efêmero (felicidade, alegria) e prazer estável, definido pela negativa, como ausência de dor. Dado que somente o segundo tipo de prazer é perseguido pele sábio, o Epicurismo condena a tentativa de satisfazer indiscriminadamente todo desejo,defendendo a necessidade do racionalismo ético, ou seja, um sensato controle da razão sobre as emoções e as pulsões do espírito.

ABSTRACT
For Epicuro is the aim of the happy life the pleasure, but, where consists the happiness? It is good for having many desires? According to this philosopher the pleasure and the happiness are certainly the conducting criteria of the human being. The problem is indefining which is the true pleasure and as to optimize personal well-being, remembering that to an immediate pleasure it corresponds many times a future pain. According to Epicuro the solution wisest is in submitting the search of the happiness to the good sense of the reason. It is necessary, therefore, to eliminate the useless fears (of the death, deuses, pain), to moderate the necessities so thatits joy does not change in the opposite and, mainly, the tranquilidade of the spirit, serenity. Calculation of the pleasure - It consists of the idea of Epicuro of that it is possible to maximize well-being of the life by means of the careful mathematical calculation, of the related sacrifices and the pleasure of a behavior. The calculation does not have also to consider only the immediate...
tracking img