Entrevistacp,

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (320 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
rsgdgdMuitos dizem que rock’n roll e cultura B não se aprende a gostar, nasce curtindo...Certo, pode até ser... Mas eu acredito que uma hora ou outra o bichinho morde, e é aí que desperta o lado.Quando foi que o bichinho rock’n roll mordeu vocês, e vocês começaram a sentir o efeito da picada?

E como foi que surgiu o interesse de difundir esse tipo de cultura em uma cidade interiorana, epodemos dizer de pensamento inquisitório e medieval como Lagoa Vermelha?

Existe algum jornalista, revista ou jornal que influenciou vocês neste tipo de jornalismo?

Vocês acham que encontrarãomaterial para produzirem bastantes edições?

Há alguma estratégia pra chamar a atenção daqueles que ainda não conhecem esse tipo de arte. Ou visam atingir só o público que já tinha o conhecimento, e eraesquecido pela mídia local?

Até porque o tipo de jornal que vocês propõem é aquele de fácil acesso, o jornal varal. Como foi que vocês pensaram em desenvolver esse tipo de jornal, inovador para acidade?

Há algum tipo de burocracia para este tipo de jornal, ou é só chegar lá e expor a arte?

Já sabem quando poderemos prestigiar mais algumas páginas penduradas falando do lado b da culturalagoense? (uma nova edição)

O jornal está em quais lugares da cidade?

E pela edição que eu pude acompanhar, parece que vocês não contam com investimentos terceiros. O trabalho parece servoluntário e sem fins lucrativos. Eu achei superinteressante. Mas vocês pretendem ainda procurar alguém que patrocine as edições?

Há o interesse de produzir grande quantidade de jornal, e distribuí-lode porta em porta, ou a intenção é essa mesmo. Deixá-lo exposto?

Então... a entrevista era para ser feita com alguém que fez história e inovou na área da comunicação na cidade. Apesar de o jornalexistir há pouco tempo, eu achei superinteressante poder falar com vocês, afinal pra fazer história não basta existir milênios, tem que deixar o que contar, e vocês deixarão. Obrigada, muitos anos de...
tracking img