Entrevista com cineasta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1114 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Reflexão sobre o cinema

Neste bate papo, Flávio Ramos Tambellini, diretor e produtor atuante no cinema brasileiro debate o momento atual da indústria audiovisual e suas perspectivas para o futuro.

por Thiago Borges Tambellini e Gabriel Mello

Como você vê o cenário atual do cinema brasileiro, nacional e internacionalmente?
É, o cinema brasileiro está numa fase fértil, muitos filmestêm sido feitos, talvez graças as leis de incentivo fiscais que existem no Brasil hoje. Nunca houveram tantos estreantes fazendo filmes, mas o gargalo do cinema brasileiro continua sendo a distribuição, o Brasil é um pais que relativamente tem poucas salas de cinema. Comparado com o México, que é do mesmo tamanho, um tamanho parecido, nós temos metade das salas de cinema do que o México, o Méxicotem 5000 salas, nós temos 2300. E sem falar nos Estados Unidos, que têm 32000 salas de cinema. Então o cinema tá numa fase interessante, muitos filmes sendo feitos, mas ainda tem problema pra atingir seu próprio público. Internacionalmente, o cinema todo hoje vive uma grande crise, em que os filmes independentes têm dificuldade de entrar nos mercados estrangeiros. Mesmo aqui no Brasil, a gentetem um país vizinho como a Argentina, onde poucos filmes brasileiros passam lá. Na América do Sul, nos nossos vizinhos, têm poucos filmes brasileiros que passam, talvez pela questão da língua, né, nós somos o único país de língua portuguesa. Ultimamente o cinema brasileiro não tem estado na linha de frente dos grandes festivais internacionais, não temos tido filmes em competição nos festivais, masisso é uma questão que a qualquer momento pode ser revertida. Existem vendas de filmes brasileiros para televisão, mas nas salas de cinema a presença de filmes brasileiros ainda é pequena, a não ser com grandes sucessos, filmes emblemáticos, tipo “Cidade de Deus”, “Central do Brasil”, que conseguem atravessar essa barreira.

E qual a sua opinião a respeito do progresso do cinema nacional? Vocêacha que está se desenvolvendo?
Eu acho que sim, hoje o cinema brasileiro; não vamos falar de cinema, vamos falar do audiovisual, a indústria audiovisual brasileira é crescente, a gente pode ver isso pelo número cada vez maior de faculdades de cinema, pessoas querendo estudar cinema. E hoje a gente também tem que entender, que quando se fala em cinema, se fala em audiovisual, em outros mercadosexistentes, o próprio cinema para televisão, então acho que é um bom momento que o cinema brasileiro vive. Há, talvez, uma presença forte demais do Estado, de financiamento de Estado, isso de uma certa maneira burocratiza um pouco a atividade cinematográfica, mas a verdade é que há uma grande diversidades de filmes, vários tipos de filmes diferentes, entende? Então eu acho que estamos em um bommomento. O cinema é cíclico, tem horas que tem filmes, grandes sucessos, festivais, e tem hora que dá uma parada, depois volta, essa atividade sempre foi assim.

Você mencionou o incentivo financeiro do Estado no audiovisual em geral. Agora no cinema especificamente, como é feito o orçamento de um filme?
O orçamento de um filme é algo que precisa ser feito com muito cuidado, com muito apuro, poisé a partir desse orçamento que você vai procurar os recursos para seu filme. Quando um roteiro está pronto, um roteiro de um longa metragem, que tem em torno de 80/100 páginas normalmente, se faz uma análise técnica do roteiro. Pegamos todas as cenas, todas as sequências e entendemos o que cada sequência precisa, quanto tempo leva pra fazer cada cena, se ela é exterior ou interior, enfim, se temefeitos especiais. Isso se chama análise técnica, então a partir dessa análise técnica a gente entende em quantas semanas esse filme pode ser preparado, produzido e finalizado. A partir daí se faz o orçamento.

Como ficam as coisas em período de produção? Muito stress, muitos afazeres?
É, na verdade a produção é a essência do filme. Um filme se divide na preparação, na filmagem e na pós...
tracking img