Ensaio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2044 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL









BRUNO MELO MEDEIROS - 08019007901

















RELATÓRIO DE ENSAIO PESSIOMÉTRICO























Belém 2013


BRUNO MELo MEDEIROSRELATÓRIO DE ENSAIO PRESSIOMÉTRICO























Trabalho apresentado ao Curso Superior Engenharia Civil da UFPA - Universidade Federal do Pará, para a disciplina Investigação Geotécnica


Orientador: Prof. Salim

















Belém2013

1 OBJETIVO

Este relatório tem como objetivo retratar o ensaio Pressiométrico Tipo Ménard (PMT), bem como retratar um estudo de caso que utilizou este ensaio.



2 CONSIDERAÇÔES GERAIS SOBRE O ENSAIO

Desenvolvido por Loouis Ménard, na França na década de 50, o ensaio pressiométrico tipo Ménard (PMT) consiste nainserção em um pré-furo de sonda pressiométrica e deformação radial de membrana por meio de inserção de gás nitrogênio.
As medidas de deformação são através do painel de controle, que mede variações de pressões e volumes ocorridos com a deformação do solo. Tais leituras são realizadas por meio de equipamento computadorizado (Geospad) e software específico (Geovision) , projetado para lerautomaticamente os dados leituras do ensaio.
É obtida curva de tensão x deformação do solo prospectado, fornecendo as seguintes informações:
• Módulo pressiométrico de Ménard;
• Pressão limite de Ménard;
• Pressão residual.
Estes resultados permitem avaliar através de correlações os seguintes parâmetros:
• Módulo de elasticidade do solo (E);
•Resistência não drenada dos solos argilosos saturados (Su);
• Resistência drenada dos solos arenosos (ø);
• Capacidade de carga e recalques em fundações rasas e profundas.
O ensaio é normalizado pela ASTM D4719 - Standard Test Method for Prebored Pressuremeter Testing in Soils e Eurocode 7.
O pessiômetro consite de três partes: a câmara-sonda, a unidade de controle e atubulação.
A câmara-Sonda: Água é utilizada para pressurizar a cavidade e medir a variação volumétrica resultante. Está contida em uma membrana de borracha flexível e impermeável chamada célula de medição.
A unidade de controle: Está localizada na superfície do terreno nas proximidades do furo, tendo como função controlar e monitorar a expansão da sonda. Através dela é possívelaplicar-se determinada presão na sonda e medir a variação de volume decorrente na célula de medição.
A tubulação: Necessária para permitir o fluxo de gás e água entre a sonda e a unidade de controle.













































3 ESTUDO DE CASO: O ENSAIO PRESSIOMÉTRICO DE MÉNARD E SUA UTILIZAÇÃO NA ESTIMATIVA DA CAPACIDADE DE CARGA ERECALQUE DE FUNDAÇÕES ASSENTES EM SOLO RESIDUAL DE GNAISSE



3.1 Introdução

Em engenharia de fundações, a estimativa da capacidade de carga e dos recalques de um solo submetido aos esforços transmitidos por estruturas de fundação, sejam estas rasas, sejam profundas, pode ser feita através de métodos empíricos, semi-empíricos e/ou analíticos.
No métodosemi-empíricos, as propriedades do solo bem como a previsão de capacidade de carga e recalque, são feitas através de correlações entre parâmetros obtidos via ensaios de campo.
Dentre os ensaios de campo, destaca-se o ensaio pressiométrico, cuja característica fundamental é a de ser comparado a uma “miniprova de carga” executada dentro de um furo e cujo principal objetivo é determinar as...
tracking img