Enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5545 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fundação Municipal de Educação e Cultura
Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul
Curso de Enfermagem
Disciplina: Saúde do Adulto
Professora Enfermeira Flávia Custódio
7º Termo Enfermagem noturno
1º Semestre / 2013

Bruno Cezar Martins de Paula
Camila Costa
Maria Aparecida Alencar da Silva Nishida
Rosimeire dos Santos Vieira Novais
Tatiane Siqueira Melo
Thiago Rodrigo de SouzaHistórico e Tratamento de Pacientes
com Distúrbios Reumáticos

Santa Fé do Sul
2013
Histórico e Tratamento de Pacientes com Distúrbio Reumático

Introdução

As doenças reumáticas podem comportar risco de vida ou apenas uma inconveniência. Causa problemas como limitações óbvias na mobilidade e nas atividades da vida diária, efeitos sistêmicos sutis que podem levar a insuficiência orgânica emorte ou resultar em dor, fadiga, alteração da autoimagem e distúrbio do sono.
Dessa forma a compreensão completa das doenças reumáticas e de seus feitos sobre o funcionamento do paciente e de seu bem-estar, constitui a chave para desenvolver um plano de cuidado apropriado.

Doenças difusas do tecido conjuntivo (DTC)

Referem-se a um grupo de distúrbios de natureza crônicae caracterizado por inflamação e degeneração difusas dos tecidos conjuntivos. As DTCs incluem Artrite Reumatóide, Lúpus Eritematoso Sistêmico, Escleroderma, Polimiosite e Polimialgia Reumática.

* Artrite Reumatoide (AR)

A reação auto-imune ocorre principalmente no tecido sinovial. A fagocitose produz enzimas dentro da articulação. As enzimas clivam o colágeno, gerando edema,proliferação da membrana sinovial e, por fim, formação de pano. O pano destrói a cartilagem e faz erosão no osso. A elasticidade e a força contrátil são perdidas.

Manifestações Clinicas

Variam geralmente refletindo o estágio e a gravidade da doença.
A dor articular, edema, calor, eritema e falta de função são clássicos. A medida que a doença progride, as articulações dos joelhos, ombros, quadris,cotovelos, tornozelos, coluna cervical e teporomandibulares são afetadas. Outro sinal clássico é a rigidez articular, especialmente pela manhã durando mais de trinta minutos.
As deformidades das mãos e dos pés são comuns na AR. Podem ser causadas por alinhamento errôneo decorrente do edema, por destruição articular progressiva ou pela subluxação (deslocamento parcial) que acontece quando um ossodesliza sobre o outro e elimina o espaço articular.
A AR é uma doença sistêmica com múltiplos aspectos extra-articulares. Os mais comuns são febre, perda de peso, fadiga, anemia, aumento de linfonodos e fenômenos de Raynaud (vasoespasmo induzido por frio ou estresse que causa episódios de cianose).
Os nódulos reumatoides podem ser percebidos em pacientes com a doença mais avançada. São usualmenteindolores e móveis no tecido subcutâneo e aparecem sobre as proeminências ósseas, como o cotovelo, são de tamanho variado e podem desaparecer espontaneamente.

Avaliação Diagnóstica

Vários fatores podem contribuir para um diagnóstico de AR, nódulos reumatoides, inflamação articular detectada á palpação e certos achados laboratoriais (ex: o VHS pode estar elevado, a contagem de eritrócitos HCe o componente C4 do complemento estarem diminuídos). A proteína C reativa (PCR) e do anticorpo antinuclear também podem estar positivo.

Tratamento
Na fase inicial da AR o tratamento começa com o equilíbrio entre repouso e exercício físico e encaminhamento aos serviços de saúde para suporte.
O tratamento médico começa com doses terapêuticas plenas, estas medicações oferecem efeitosantiinflamatórios e analgésicos. O objetivo do tratamento é uma abordagem farmacológica mais agressiva na fase inicial da doença. Várias oportunidades para controlar o sintoma e melhorar o tratamento da doença ocorrem dentro dos dois primeiros anos do inicio da doença. A menos que a inflamação possa ser totalmente controlada com drogas anti-inflamatórias, os agentes antirreumáticos de ação lenta...
tracking img