Enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1883 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PREFEITURA MUNICIPAL DE LASSANCE- MINAS GERIAS
INSTITUTO DE PESQUISA DE LASSANCE




Alex Luciano Martins Gomes









UTILIZAÇÃO DA CAFEÍNA NO TRATAMENTO DO DISTÚRBIO DE HIPERATIVIDADE E DEFICIT DE ATENÇÃO EM CRIANÇAS





























LASSANCE
2012
Alex Luciano Martins Gomes






















UTILIZAÇÃO DACAFEÍNA NO TRATAMENTO DO DISTÚRBIO DE HIPERATIVIDADE E DEFICIT DE ATENÇÃO EM CRIANÇAS




















LASSANCE
2012
SUMÁRIO



1- INTRODUÇÃO ............................................................................................ 03

1. Epidemiologia ............................................................................................. 05
2- OBJETIVO................................................................................................... 06
2.1 Objetivo Geral ............................................................................................ 06

2.2 Objetivo Específico ..................................................................................... 06


3- METODOLOGIA.......................................................................................... 07

4- ANÁLISE DE DADOS ................................................................................. 09

5- REFERÊNCIAS...........................................…...……………......…………… 10



























1- INTRODUÇÃO




O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) éconsiderado, na atualidade, a síndrome mental mais estudada na infância, e um dos maiores problemas de Saúde Pública nos Estados Unidos, com conseqüentes implicações na esfera familiar, acadêmica e social (ROHDE, et. al, 1990).
De acordo com a quarta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV) da Associação Americana de Psiquiatria (AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS, 2000),a característica essencial do TDAH é um padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade, mais frequente e grave do que aquele tipicamente observado em indivíduos em nível equivalente de desenvolvimento. Os sintomas do TDAH incluem, também, déficits em outras funções, tais como organização e memória de trabalho, além de impulsividade comportamental aumentada e agitação motora (OWENS, 2009).Embora a maioria dos indivíduos apresente sintomas tanto de desatenção quanto de hiperatividade-impulsividade, existem indivíduos nos quais há predomínio de um ou outro padrão. Com a proximidade da adolescência é comum, no entanto, que os sintomas de hiperatividade diminuam, acentuando-se a desatenção e a impulsividade (ROHDE, et al, 1990).
O TDAH é caracterizado por uma falha na captação doneurotransmissor dopamina pelos neurônios. Em uma pessoa normal, a dopamina é liberada por um neurônio com o intuito de estimular outro neurônio. Após esse processo ela volta ao neurônio original, em um ciclo ininterrupto (KUPERMAN, et al, 2001). No cérebro de quem sofre com o transtorno, esse processo acontece mais rapidamente. Como consequência, a dopamina tem pouco tempo para ativar osneurônios vizinhos. Doença diagnosticável a partir dos cinco anos de idade, o TDAH, se não tratado desde cedo, persiste em 75% dos adultos que apresentaram sintomas na infância (AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS, 2000).
Atualmente o tratamento para esta doença é feito a partir do metilfenidato, uma substância psicoestimulante, princípio ativo do medicamento Ritalina. Esse composto químico bloqueia arecaptação da dopamina, cortando o ciclo (AUGELLO, 2002). Com isso, a dopamina fica por mais tempo disponível entre os neurônios, aumentando suas chances de ser absorvida por algum deles. O problema é que o metilfenidato age no cérebro da mesma forma que a cocaína, podendo produzir dependência química nos seus usuários. Por isso, todos os medicamentos que possuem esse composto em sua formula têm...
tracking img