Em busca do teatro pobre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
EM BUSCA DE UM TEATRO POBRE

Prefácio


O prefácio, escrito por Peter Brook, explica de forma apresentativa o porquê estudar Jerzy Grotowski, qual sua importância no teatro mundial, os efeitos que seu teatro causa no ator e a desafiante tarefa que é o trabalho-laboratório grotowskiano no sentido da representação. Para Brook, ninguém desde Stanislavski investigou tão fundo anatureza da representação como Grotowski, que fez de seu teatro um laboratório de estudos mental-físico-emocionais da interpretação teatral.


Brook relata as experiências que teve com o trabalho de Grotowski em seu grupo teatral, dos resultados obtidos observados por ele. Resultados significantes e de grande importância para o trabalho do ator e sua continuidade diária de pesquisa, tantoem torno dele mesmo, como numa relação direta com a platéia. As observações das respostas obtidas no trabalho feito com Grotowski foram desafiantes, observações como a surpresa de cada ator em defrontar desafios simples e inescapáveis, de conseguir visualizar seus próprios clichês e refúgios, explorar seus recursos totais e descobrir o quão são variadas as possibilidades de criação, refletir sobrea prática do ator, conscientizar que o trabalho teatral é feito de absoluta dedicação vital.


Ele revela também uma visão realista, que nada fluiu perfeitamente e que nem todos os atores ficaram satisfeitos com os resultados, mas que foi fundamental para a aproximação, sintonia e nova visão de grupo como um coletivo. Reflete que toda arte deve ser posta em questão e com o teatronão pode ser diferente, devemos sempre nos desafiarmos a cada dia em busca de soluções diferentes das comuns e assim, reavivar a energia perdia no fazer teatral ocidental.














Em Busca de um Teatro Pobre


Artigo de Jerzy Grotowski explicando claramente as propostas de seu teatro, as influências que sofreu em sua criação, a busca e pesquisa que ele faz com aessência de sua arte, o porquê da denominação Teatro Pobre, suas possibilidades e limitações.
Negando inicialmente qualquer forma de espetáculo de ecletismo e a fusão das obras de artes que formam uma arte total, Grotowski relata que o seu teatro-laboratório caminha em outra direção completamente oposta. Ele tenta definir o que é o teatro na sua essência, o que o diferencia das outrasartes, o que o faz ser único, e baseado nessas questões ele estabelece a arte teatral na sua forma mais simples e poderosa como a relação do ator com a platéia.


Sobre suas influências, ele expõe que estudou todos os métodos principais de treinamento do ator da Europa e de outras partes do mundo, onde os mais importantes para o seu trabalho foram os exercícios de ritmo, de Dullin,investigações das reações extroversivas e introversivas, de Delsarte, trabalho de Stanislavski sobre ações físicas, o treinamento biomecânico de Meyerhold, a síntese de Vakhtanghov. E técnicas do teatro oriental como a Ópera de Pequim, o Kathakali Indiano e o Nô Japonês.


Grotowski adverte que o que ele quer propor em seu teatro não é uma série de estudos de técnicas fechadas ehabilidades, mas sim em um processo de amadurecimento do ator, que é expressa por ele num estado de tensão levada ao estremo, do desnudamento desse ator, despojamento e aparecimento do que há de mais íntimo em todo seu material orgânico. Uma técnica do transe de onde advêm todos os poderes corporais e psíquicos emergente do mais íntimo de seu ser, seu instinto, uma total doação de si mesmo que Grotowskivai chamar de “Trasiluminação”.


O que ele tenta buscar com esse processo de laboratório é não educar o ator, mas torná-lo capaz de estimular reações interiores expressas pelo exterior num menor espaço de tempo possível, impulsos esses quase que involuntários expressando a verdade mais íntima do ator. Busca formas de comportamento não-cotidianos e naturais, assim o ator em um...
tracking img