Eletrolise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2638 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Eletrólise

Eletrólise é a parte da eletroquímica que estuda a transformação de energia elétrica em energia química, ou seja, é todo processo químico não espontâneo, provocado por corrente elétrica.
A eletrólise, no entanto é exatamente o oposto da pilha.




[pic]

A eletrólise da é muito utilizada na indústria, pois por meio dela é possível isolar algumas substâncias fundamentaispara muitos processos de produção, como o alumínio, o cloro, o hidróxido de sódio, e etc. Também é um processo que purifica e protege (revestimento) vários metais. Ela se dá apenas com fornecimento de energia por meio de um gerador, como uma pilha.


[pic]


Esquema de uma célula de eletrólise:
Uma cuba eletrolítica tem dois eletrodos que ficam imersos num sal fundido ou numa solução. AReação é impelida por uma bateria externa, ou qualquer outra fonte de corrente contínua. Esta fonte atua como uma bomba de elétrons, impelindo os elétrons para um eletrodo e retirando os do outro. O eletrodo que perde elétrons é positivo e o que recebe é o negativo. Tal e qual nas pilhas voltaicas, o eletrodo sede da redução é o cátodo, e o eletrodo onde há oxidação é o ânodo.
Isso é mostrado nassemi-reações:

1° Semi-reação: o gerador atrai os ânions A para o pólo positivo e os força perder elétrons:

A[pic] A0 + elétron






2° semi-reação: o gerador faz com que os cátions C+ recebam os elétrons:

C+ + elétron[pic]C0



[pic]



A conversão de sinais dos eletrodos na cuba eletrolítica é exatamente oposta à convenção dos sinais na pilha voltaica. O catodo na cubaeletrolítica é o negativo, pois recebe os elétrons que são impulsionados pela fonte extrema de voltagem. O anodo é o positivo, pois perde elétrons pela ação dessa fonte externa.
A eletrólise dos sais fundidos e de soluções de sais fundidos, para a preparação de metais ativos, como o sódio e o alumínio, é processo industrial muito importante.Eletrólise Ígnea

O termo ígnea vem do latim igneu: ardente.
A eletrólise ígnea exige eletrodos inertes que possuam elevado ponto de fusão. Geralmente são usados a platina ou a grafita. A eletrólise ígnea, que é a passagem da corrente elétrica em uma substância iônica no estado de fusão.
As substâncias iônicas têm a propriedade de conduzir eletricidade quando em solução aquosa. Aeletrólise ígnea é oriunda dessa propriedade e se fundamenta na descarga de íons com perda de carga. Pelo processo de eletrólise ígnea, pode-se obter, por exemplo, cloro, a partir do gás cloro (Cl2), sódio, a partir do NaCl,alumínio, a partir da bauxita. No processo de obtenção de sódio a partir do NaCl fundido a mais de 800 graus (porque esse é o seu ponto de fusão), são mergulhados dois eletrodosinertes polarizados, que podem ser de platina ou grafite. Ambos os eletrodos são carregados eletricamente, um com carga positiva e outro com carga negativa.
Com essa reação, formam-se íons Na+ e Cl-, quando tais íons entram em contato com os eletrodos, os íons positivos Na terão contato com o eletrodo negativo (cátodo) e os íons negativos Cl terão contato com o eletrodo positivo (ânodo). Noeletrodo negativo haverá a formação, então, do sódio metálico, e no eletrodo positivo, formação do gás cloro.
Para representar o processo acima temos a equação:
NaCl (s)  →   Na(ℓ) + ½ Cl2(ℓ)
Para se obter alumínio através da bauxita é possível seguir o mesmo padrão do procedimento anterior. Para isso utiliza-se a criolita como fundente, que tem a função de diminuir o ponto de fusão da bauxita (emcondições normais ela funde a 2050°C). Nesse caso, os produtos da reação serão o Al3+ e o O2-, em que, o primeiro se concentrará no ânodo e o segundo no cátodo. O Al3+ é reduzido a alumínio metálico e o O2- oxida-se e forma o gás oxigênio (O2). Caso o eletrodo seja de grafite, o O2 não será liberado, uma vez que se ligará com o carbono, formando o CO2.
A eletrólise ígnea é geralmente empregada...
tracking img