Elementos de maquinas lubrificantes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2280 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ELEMENTOS DE MAQUINAS I

LUBRIFICANTES

DE QUE MANEIRA SURGIU A NECESSIDADE
DE LUBRIFICAÇÃO?
Era necessário descobrir um meio de minimizar o atrito.
O meio ambiente preferido da lubrificação geralmente é a área de atrito.
Da mesma maneira que existem diferentes tipos de atrito, existem diferentes tipos de lubrificantes (óleo lubrificante, graxa, etc.).
Os diferentes tipos de atrito sãoencontrados em qualquer tipo de movimento entre sólidos, líquidos ou gases.
O atrito pode ser definido como a resistência que se manifesta ao se movimentar um corpo sobre uma superfície.
Atrito limite: A espessura do lubrificante é muito fina e menor que a altura da parte áspera das peças.
Atrito misto: A espessura do lubrificante é mais consistente que no caso anterior, permanece inferior àaspereza superficial, não impedindo um contato intermitente entre as superfícies metálicas.
Atrito fluido: Nesse caso, a espessura de lubrificante é superior à altura da aspereza superficial: uma película de lubrificante separa completamente as superfícies metálicas. Obtém-se, então, a lubrificação hidrodinâmica em que a resistência ao movimento depende da viscosidade do lubrificante.Lubrificação em si, quer dizer menos esforço, menor atrito, menos desgaste, enfim, diminuição no consumo de energia. Entre os diferentes tipos de produtos usados na lubrificação.

CARACTERÍSTICAS

Todos os fluidos são, de certa forma, lubrificantes, porém, enquadram-se melhor nessa classificação as substâncias que possuem as seguintes características:
•capacidade de manter separadas as superfíciesdurante o movimento;
•estabilidade nas mudanças de temperatura e não atacar as superfícies metálicas;
•capacidade de manter limpas as superfícies lubrificadas.
A qualidade de um produto é comprovada somente após a aplicação e avaliação do seu desempenho em serviço. Esta performance está ligada à composição química do lubrificante, resultante do material bruto, do refino, dos aditivos e dobalanceamento da formulação. Esta combinação de fatores dá ao
lubrificante certas características físicas e químicas que permitem um controle de uniformidade e nível de qualidade.

São as seguintes as principais análises que definem características e especificações de óleos e graxas lubrificantes:

1. Viscosidade
2. Índice de viscosidade
3. Ponto de Fulgor
4. Ponto de fluidez5. Água por destilação
6. Água e sedimentos por centrifugação
7. Número de neutralização (TAN e TBN).
8. Demulsibilidade
9. Diluição
10. Consistência
11. Ponto de gota
12. Espectrometria
13. Infravermelho

1. Viscosidade

É a principal propriedade física de óleos lubrificantes. A viscosidade está relacionada com o atrito entre as moléculas do fluido, podendoser definida como a resistência ao escoamento que os fluidos apresentam sob influência da gravidade (viscosidade cinemática).
Viscosidade absoluta, ou viscosidade dinâmica é o produto da viscosidade cinemática pela densidade.

2. Índice de viscosidade (IV)

É um número empírico que indica o grau de mudança da viscosidade de um óleo a uma dada temperatura. Alto IV significa pequenasmudanças na viscosidade com a temperatura, enquanto baixo IV reflete grande mudança da viscosidade com a temperatura.

3. Ponto de Fulgor

Ponto de fulgor ou lampejo é a temperatura em que o óleo, quando aquecido em aparelho adequado, desprende os primeiros vapores que só inflamam momentaneamente (lampejo) ao contato de uma chama.

4. Ponto de fluidez

Ponto de fluidez é a menor temperatura,expressa em múltiplos de 3°C, na qual a amostra ainda flui, quando resfriada e observada sob condições determinadas.

5. Água por destilação

Determina a porcentagem de água presente em uma amostra de óleo.

6. Água e sedimentos por centrifugação

Por esse método, podemos determinar o teor de partículas insolúveis contidas numa amostra de óleo, somadas com a quantidade de água presente...
tracking img