Edmund hurssel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1068 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Edmund Husserl

- Filósofo alemão
-Nasceu a 8 de abril de 1859 em Prossnitz, Moravia
-Faleceu em 27 de abril de 1938 em Freiburg em Breisgau, na Alemanha.

- De origem judaica, completou os primeiros estudos em um ginásio público alemão, na cidade próxima, Olmütz.

- Depois de ensinar em diversas Universidades, fixou-se na de Friburgo, Alemanha, em 1916, cátedra a partir da qualconseguiu irradiar sua proposta filosófica que passaria à história com o nome de fenomenologia.

- Fundador da Fenomenologia, um método para a descrição e análise da consciência através do qual a filosofia tenta alcançar uma condição estritamente científica.

- Costuma-se dividir a evolução de Husserl em fases decorrentes, sobretudo, da mudança de propósito. Inicialmente, buscava apenas encontrarfundamentos filosóficos para a matemática, o que acabaria levando-o a criticar a psicologia empírica e a buscar uma espécie de “psicologia pura”. Mais tarde, tratou de conceber um sistema filosófico que teria por objeto a investigação do que chamou de “terceiro reino”, o das essências (o primeiro seria constituído pelos fenômenos naturais e o segundo pelos psíquicos), projeto que muito justamentefoi aproximado do platonismo.

- Influenciado por Franz Brentano, decidiu seguir a Filosofia como estudo e trabalho. Anteriormente judeu, converteu-se ao luteranismo. Lecionou filosofia em Halle, entre os anos de 1887 a 1901, e posteriormente nas cidades de Göttingen e Freiburg.

- Tem como principais influências:Franz Brentano e,por seu intermédio, a tradiçãogregae escolástica; Bolzano, Descartes, Leibniz,o empirismo inglês e o Kantismo.

-Husserl foi um trabalhador incansável. Depois de sua morte, temerosos da sobrevivência do seu acervo sob o nazismo, alguns discípulos conseguiram retirá-lo da Alemanha e levá-lo para Louvaina, Bélgica, onde se criou o Arquivo Husserl, responsável pela edição de sua monumental obra. O que publicou em vida, contudo, permite perfeitamente compreender osentido de sua demarche, notadamente Investigações lógicas (1900-1901; 2ª edição, 1913) e Idéias relativas a uma fenomenologia pura (1913), habitualmente citada como Idéas-I, visto ter sido continuada pelos discípulos com base nos textos preservados no Arquivo mencionado


A Filosofia
- Para Edmund Husserl, a Filosofia desde sua origem pretendeu ser ciência estrita, satisfazendo àsexigências teóricas mais rigorosas e permitindo uma vida regida por normas racionais. 
* Para Husserl, a filosofia não é uma ciência imperfeita - simplesmente ainda não é uma ciência. Os supremos interesses da cultura humana, contudo, exigem a elaboração de uma filosofia estritamente científica, o que implica a crítica do naturalismo e do historicismo.
- As teorias do conhecimento de Descartes ede Kant tinham um defeito insanável, em seu entender.  Era o fato de faltar qualquer certeza de que o que aparece na consciência correspondesse inteiramente ao real.

- Todo o empenho de Husserl irá dirigir-se no sentido de eliminar a interdição que Kant estabelecera em relação à intuição intelectual. Como se sabe, para o filósofo de Koenigsberg, a única intuição possível era a sensível, asseguradapelo espaço e pelo tempo, que entendia como formas “a priori’ da sensibilidade, isto é, livres construções do espírito, que não proviriam da experiência. Aquela interdição destinava-se a invalidar o estabelecimento de cadeias sucessivas, a partir de fato observado, que levasse questões que, a seu ver, não poderiam ser decididas racionalmente, a exemplo da existência de Deus ou a sobrevivência daalma.

- Husserl tentou primeiro uma lógica pura, a seguir uma fenomenologia descritiva e, finalmente, a fenomenologia pura. A consciência é intencional, está “voltada para”. O fenômeno de que se ocupa corresponde a uma vivência subjetiva. Para alcançar a pureza requerida, o mundo em seu conjunto deve ser colocado entre parêntesis (o que foi chamado pelos opositores de “artifício...
tracking img