Ecotoxicologia do extrato da casca da laranja citrus aurantiu em crustáceo e peixe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
XVIII Encontro de Iniciação à Pesquisa
Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012

ECOTOXICOLOGIA DO EXTRATO DA CASCA DA LARANJA Citrus aurantiu EM CRUSTÁCEO E PEIXE
Danielly Albuquerque Medeiros Rios (PQ), Kamila Benevides Rios França (PQ), Erika Ferreira dos 3* 3 3 Santos (IC), Wendell de Souza Araujo (IC), Silvio Itallo Lioba da Silva (IC).
1. Professora/Orientadora - Secretariade Educação – SEDUC
1 2

2. Professora - Secretaria de Educação – SEDUC
3. EEFM Profa. Telina Barbosa da Costa – Bolsista PIBIC_EM/CNPQ erikka.santos@yahoo.com.br Palavras-chave: Ecotoxidade. Laranja. Crustáceo. Peixe

Resumo
A busca por produtos naturais com ação moliscicida é acentuada uma vez que produtos químicos causam efeitos deletérios no meio ambiente. Silva e Oliveira (2010)apontam atividade moliscicida em caramujos aquáticos de extrato da casca de laranja. A inserção desse extrato no meio ambiente tornou necessário avaliar sua toxicidade. Bioensaios de toxicidade com crustáceo e peixe onde o parâmetro avaliado foi a taxa de mortalidade foram realizados. O teste de toxicidade com Artemia salina seguiu metodologia proposta por Meyer et al. (1982). Náuplios de artemiasforam colocados em contato com hidrolato de laranja e fração alcoólica nas concentrações 10, 100 e 1000ppm e 500, 1000, 2000 e 3000ppm, respectivamente. Após 24h foi efetuada leitura de sobrevivente e cálculo da DL50. No bioensaio com o peixe Danio rerio as concentrações utilizadas foram 1000 e 2000ppm, com duração de 72h. Após o período foi calculado o percentual de letalidade. As frações testadasnão apresentaram toxidade frente aos náuplios de Artemia salina, com DL50=247.017ppm para a fração alcoólica e DL50= 756.000 ppm para o hidrolato. Segundo a Organização Mundial de Saúde são consideradas tóxicas substâncias com valores de DL50 abaixo de 1000 ppm. Não houve mortalidade de peixes em nenhuma concentração testada dos extratos. A ausência de toxicidade do hidrolato de laranja e do extratoalcoólico em peixes e crustáceos fornecem dados para a utilização do extrato da casca de laranja na ação contra caramujos, espécies invasoras que podem causar danos no meio ambiente ou agirem como transmissores de patologias humanas e animal.

Introdução
Ecotoxicologia é o estudo que pressupõe o uso de testes de toxicidade com organismos, também chamados bioensaios. Os Bioensaios são ensaioslaboratoriais realizados em condições experimentais, específicas e controladas. Eles são utilizados para estimar a toxicidade de substâncias, onde organismostestes são expostos a diferentes concentrações de amostra a ser avaliada e os efeitos tóxicos são observados e quantificados (FORBES e FORBES, 1994). Muitos ensaios de toxicidade podem ser realizados, como o ensaio de letalidade com o crustáceoArtemia salina, que foi desenvolvido para detectar compostos bioativos em extratos vegetais (MEYER et al, 1982). A Artemia é um crustáceo da ordem Anostraca, obtém seu alimento pela filtração da água. A taxa de filtração diminui com o aumento da concentração de partículas, onde ficam acumuladas podendo interferir no processo normal de seus

ISSN 18088449

1

batimentos (SOUTO, 1991).Estudos comprovam a ação tóxica de várias substâncias naturais ao crustáceo Artemia (RIOS, 1995; NASCIMENTO et al, 2008). A utilização de peixes como bioindicadores de toxicidade tem sido considerado. Diversas espécies de peixes são utilizadas, no Brasil a espécie mais utilizada é o Danio rerio, conhecido como peixe paulistinha. O parâmetro avaliado nos testes de toxicidade aguda com peixes e crustáceoé a mortalidade. Silva e Oliveira (2010) demonstraram atividade moliscida em caramujos aquáticos em extrato da casca de laranja Citrus aurantium, para testar sua introdução como produto natural no meio ambiente como forma a minorar a proliferação de caramujos resolveu-se testar sua toxicidade. É objetivo desse trabalho, avaliar o efeito tóxico de extrato alcoólico e do hidrolato da casca de...
tracking img