Economia grecia 2012

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3536 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CRISE ECONÔMICA NA GRÉCIA


SÃO PAULO
2012

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 4
2. A CRISE DE 2010 5
2.1. O início da crise 5
2.2. Primeiro pacote de austeridade 6
2.3. Segundo pacote de austeridade 7
2.4. Terceiro pacote de austeridade 8
2.5. Quarto pacote de austeridade (plano a médio prazo) 9
2.6. Plebiscito e turbulências no mercado 10
2.7. Calote 11
3. situação econômica atual 13
4.Grécia aprova novos cortes mas exige dois anos extras para aplicá-los 14
5. CONCLUSÃO 16
6. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 17

*

INTRODUÇÃO
Para compreender a crise grega é necessário um panorama da Grécia enquanto Estado, membro da União Europeia e pertencente à zona do euro.
A população grega é de aproximadamente 11 milhões de habitantes, sendo que faixa etária predominante é de 15-64anos de idade. É um país desenvolvido, com alto padrão de vida e IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) elevado.
De acordo com estimativas de 2006, seu PIB (produto interno bruto) era de 256,3 bilhões dólares, com uma taxa de crescimento real de 4,2%, taxa de inflação (preços ao consumidor): 3,3%.
Em 2001, a Grécia aderiu à União Europeia (Tratado de Maastricht). Em 2004, o Eurostat, serviço deestatística da Comissão Europeia, depois de uma auditoria realizada pelo governo do partido Nova Democracia, revelou que as estatísticas orçamentárias que fundamentaram o ingresso da Grécia na União Monetária Europeia (Eurozona) - um deficit orçamentário menor que 3% do PIB era um dos quatro critérios chave para a entrada - haviam sido drasticamente alterados para menos pelo governo anterior,principalmente por não registrar uma grande parte das despesas militares. Todavia, mesmo depois que o déficit foi recalculado, os critérios para a entrada tinham sido atendidos, conforme a metodologia em vigor à época em que a Grécia pleiteou sua entrada na Eurozona. No final de 2011, o então presidente francês Nicolas Sarkozy afirmou que a Grécia não estava preparada para entrar no euro – e que aentrada do país foi um erro.

A CRISE DE 2010
*
O início da crise

A Grécia gastou bem mais do que podia na última década, pedindo empréstimos pesados e deixando sua economia refém da crescente dívida. Neste período, os gastos públicos foram às alturas e os salários do funcionalismo praticamente dobraram. Enquanto os cofres públicos eram esvaziados pelos gastos, a receita era afetada pelaevasão de impostos, deixando o país totalmente vulnerável quando o mundo foi afetado pela crise de crédito em 2008. Nesse mesmo ano o nível de atividade econômica da Grécia começou a cair, quando o país registrou crescimento real do PIB de 2.9%, contra 4% em 2007. Em 2009, a Grécia apresentou baixa competitividade em relação aos seus parceiros da União Européia, além de alto índice de corrupçãoeconômica e política. Apesar de permanecer acima da média da zona do euro, seu crescimento econômico em 2009 foi negativo pela primeira vez, desde 1993.
No fim de 2009, como resultado de uma combinação de vários fatores, tanto de âmbito internacional (crise financeira) como local (descontrole do gasto público), a economia grega enfrentou sua mais severa crise desde 1993, com o mais alto déficitorcamentário (embora próximo ao da Irlanda e ao do Reino Unido) e a segunda mais alta relação entre dívida e PIB da União Européia. O déficit do orçamento de 2009 ficou em 13.6% do PIB, quatro vezes acima do permitido pelas regras da zona do euro. Além disso, foi registrado o crescimento do nível da dívida (113% do PIB em 2009), correspondente a € 300 bilhões. Em 7 de dezembro a agência declassificação de risco Standard & Poor’s rebaixou a qualificação da dívida grega e a Fitch Rating fez o mesmo um dia depois.
Em meio à crise financeira mundial, a Grécia "cozinhou números" tentando mascarar a extensão do seu pesado déficit orçamentário - segundo o economista Jean Pisani-Ferry, nos últimos dez anos, a diferença média entre o déficit orçamentário real e a cifra notificada à Comissão...
tracking img