Drenagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4471 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de outubro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto



COMPANHIA BRASILEIRA DE BEBIDAS

RELATÓRIO DO PROJETO DE ENGENHARIA PARA REABILITAÇÃO DA ÁREA DEGRADADA À JUSANTE DO SISTEMA DE DRENAGEM DA UNIDADE INDUSTRIAL DE DIAS D’ÁVILA, BAHIA



DEZEMBRO / 2013










SUMÁRIO



RELAÇÃO DE FOTOS


RELAÇÃO DE FIGURAS


RELAÇÃO DE QUADROS


1. APRESENTAÇÃO
A SANESCON PROJETOS E CONSTRUÇÕES apresenta o projeto dereabilitação de área degradada localizada à jusante da unidade industrial da Proibida Companhia Brasileira de Bebidas, no Município de Dias D’Ávila, Estado da Bahia.
A área degradada objeto de estudo compreende feição erosiva do tipo voçoroca. Essa voçoroca tem a sua origem no deságue inadequado dos deplúvios coletados pelo sistema de drenagem da unidade industrial situada à montante. Essa feiçãoreflete o desequilíbrio morfodinâmico que representa risco à qualidade ambiental das áreas à jusante e no seu entorno, exigindo, portanto, a execução de intervenções destinadas a sua estabilização e à reabilitação.
O presente documento compõe o projeto de obras de engenharia voltadas para a contenção e reabilitação da área degradada descrita na assertiva anterior. Neste constam o memorial descritivodo projeto, as memórias de cálculo que justificam a solução proposta e os desenhos técnicos necessários para o entendimento das intervenções previstas.




2. MEMORIAL DESCRITIVO
2.1. CARACTERIZAÇÃO DO PROBLEMA
A área de intervenção compreende a feição erosiva, do tipo voçoroca, localizada à jusante da unidade industrial da Proibida Companhia Brasileira de Bebidas, no Município de DiasD'Ávila, Estado da Bahia. A voçoroca se encontra na periferia da sede municipal, na margem direita da BA093, sentido Camaçari-Dias D'Ávila, a cerca de 1,5 km do entrocamento com a BA512.
O município de Dias D’ávila encontra-se no domínio de clima tropical litorâneo, onde as variáveis climáticas são fortemente influenciadas pelas massas de ar úmido provenientes do Oceano Atlântico e pela Zona deConvergência Intertropical. O clima local é caracterizado pelas temperaturas elevadas durante o ano todo, com pequena queda nos meses de inverno, e pela concentração de chuvas entre o final do verão e o inverno. (MENDONÇA & DANNI-OLIVEIRA, 2007).
A voçoroca em tela foi esculpida sobre sedimentos silto-arenosos associados à unidade litoestratigráfica, denominada de Formação Marizal. A Formação Marizalse caracteriza pela presença de materiais friáveis e de baixa coesão, susceptíveis a processos erosivos, principalmente, quando expostos (remoção da cobertura vegetal) à ação de intempéries ou ao escoamento hídrico concentrado.
Com o objetivo de caracterizar o substrato local, foi realizada uma campanha de investigações geotécnicas de sub-superfície. Essa campanha compreendeu a execução de oitosondagens, sendo quatro à percussão no topo das vertentes do maciço erodido e quatro por tradagem no fundo da calha erosiva. As investigações possibilitaram avaliar as características geotécnicas de materiais posicionados entre as cotas 52,89 m e 36,67 m.
O maciço erodido é formado, predominantemente, por camadas de sedimentos silto-arenosos de compacidade fofa a pouco compacta, com profundidadesem torno de 3,5 m, sobrepostas a material, de mesma textura, pouco compacto a compacto. A presença de camadas de compacidade fofa, justifica a predominância de vertentes com declividades inferiores a 100%, ao contrário do que ocorre em voçorocas esculpidas sobre materiais coesivos, onde são comuns taludes sub-verticais. Ressalte-se que, em determinadas trechos as paredes apresentam declividadessuperiores a 100%, o que, provavelmente, está relacionado a presença de camadas de material com pouca argila, como as observadas nos perfis SP 02 e SP 03.
FOTO 2. – EXPOSIÇÃO DE SEDIMENTOS ASSOCIADOS À FORMAÇÃO MARIZAL

As investigações foram realizadas em período de estiagem, e o nível d'água se manteve ausente, o que impossibilitou avaliar o potencial erosivo do fluxo sub-superficial. Por...