Dogma ritual da alta magia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 567 (141509 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dogma e Ritual de Alta Magia
Eliphas Levi Zahed

Título original: Dogme et Rituel de la Haute Magie

Publicação original em 1855.

1

DISCURSO PRELIMINAR
DAS TENDÊNCIAS RELIGIOSAS, FILOSÓFICAS E MORAIS (DOS NOSSOS LIVROS SOBRE A MAGIA) Desde que a primeira edição deste livro foi publicada, Agendes acontecimentos se realizaram no mundo, e outros — talvez maiores — estão para serealizar. Estes acontecimentos nos tinham sido anunciados, como de ordinário, por prodígios: as mesas haviam falado, vozes haviam saído das paredes, mãos sem corpos haviam escrito palavras misteriosas, como no festim de Baltazar. O fanatismo, nas últimas convulsões da sua agonia, deu sinal desta última perseguição dos cristãos, anunciada por todos os profetas. Os mártires de Damasco perguntaram aos mortosde Perusa o nome daquele que salva e que abençoa; então o céu se cobriu com um véu e a terra ficou muda. Mais do que nunca, a ciência e a religião, a autoridade e a liberdade, parecem guerrear-se encarniçadamente e guardar entre si um ódio irreconciliável. Não acrediteis, todavia, nas suas aparências sanguinolentas: elas estão em vésperas de se unirem e de se abraçarem para sempre. A descobertados grandes segredos da religião e da ciência primitiva dos Magos, revelando, ao mundo a unidade do dogma universal, aniquila o fanatismo, dando a razão dos prodígios, O verbo humano, o criador das maravilhas do homem, se une pura sempre com o verbo de Deus, e faz cessar a antinomia universal, fazendo-nos compreender que a harmonia resulta da analogia dos contrários. O maior gênio católico dostempos modernos, o conde José de Maistre, tinha previsto este grande acontecimento. "Newton — dizia ele — nos leva a Pitágoras; a analogia que existe entre a ciência e a fé deve, cedo ou tarde, uni-las. O mundo está sem religião, mas esta monstruosidade não poderia existir por muito tempo; o século XVIII dura ainda, mas vai acabar." Participando da fé e das esperanças deste grande homem, ousamosescavar as ruínas dos velhos santuários do ocultismo; perguntamos às

2

HADNU.ORG

3

doutrinas secretas dos caldeus, egípcios e hebreus os segredos da transfiguração dos dogmas, e a verdade eterna nos respondeu — a verdade, que é una e universal como ó ente; a verdade que vive nas forças da natureza, os misteriosos Elohim que refazem o céu e a terra, quando o caos tomou, por algum tempo, acriação e suas maravilhas, e quando só o espírito de Deus pairava sobre o abismo das águas. A verdade está acima de todas as opiniões e de todos os partidos. A verdade é como o sol; cego é quem não a vê. Tal era, não o podemos duvidar, o sentido de uma célebre palavra de Bonaparte, dita por ele numa época em que o vencedor da Itália, resumindo a revolução francesa, encarnada somente nele, começavaa compreender como a república podia ser uma verdade. A verdade é a vida, e a vida se prova pelo movimento. É pelo movimento determinado e efetivo, enfim, pela ação, que a vida se desenvolve e se reveste de novas formas. Ora, os desenvolvimentos da vida por si mesma e a sua produção de formas novas, nós chamamos criação. A potência inteligente que age no movimento universal, chamamo-la o verbo, deum modo transcendental absoluto. É a iniciativa de Deus, que nunca pode ficar sem efeito, nem parar sem ter atingido o seu fim. Para Deus, falar é fazer; e tal deveria ser sempre a capacidade da palavra, mesmo entre os homens: a verdadeira palavra é a semente das ações. Uma emissão de inteligência e de vontade não pode ser estéril, sem que haja abuso ou profanação da sua dignidade original. E épor isso que o Salvador dos homens deve nos pedir uma conta severa, não só de todos os pensamentos desencaminhados, mas também, e principalmente, das palavras ociosas. Jesus, diz o Evangelho, era poderoso em obras e em palavras; as obras antes das palavras: é assim que se estabelece e se prova o direito de falar. Jesus se pôs a fazer e a falar, diz alhures um evangelista, e, muitas vezes, na...
tracking img