Divorcio dos pais: efeitos sobre os filhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1137 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
DIVORCIO DOS PAIS :EFEITOS SOBRE OS FILHOS

Podemos salientar que a expressão SEPARAÇÃO ,é uma situação de fato sempre possível de acontecer entre duas pessoas unidas.No sentido técnico, a palavra DIVÓRCIO,fica responsável ao processo judicial ou administrativo de dissolução do casamento civil.
Conforme salienta Maria Berenice Dias-“a Ementa Constitucional de 66,publicada em 14 de julho de2010,ao dar nova redação ao art.226 §6º da Constituição Federal eliminou o instituto da separação e produziu a mais importante alteração no Direito das Famílias.
Antes da Ementa Constitucional nº66,o termino do casamento era necessário o ajuizamento de uma ação de separação, que acontecia de tramitarpor longos anos,sem chegar à dissolução plena do casamento, porque a lei exigia como requisito otranscurso de 1 ano da separação judicial ou 2 anos de separação de fato.
Sob o ponto de vista psicológico, a separação continua ser um fenômeno doloroso.
-O divórcio como processo psicojuridico.
”Cada compreensão é um mal entendido”.(Maurice Blanchot)
Direito e Psicologia abordam o comportamento humano.O comportamento como lei natural de conduta,e o Direito como principio da finalidade.Doismundos pelos quais transitam o mesmo sujeito :natureza e cultura,ser e dever ser.
O divórcio implica em procedimento judicial que envolve um conjunto de atos destinados a resolver um conflito legal,através de uma ação formalmente ajuizada ,a pretensão será respondida pela outra parte,sendo permitida a produção de provas testemunhais,periciais e outras ,desde que não contrária aodireito.Instaura o processo,,ele somente será extinto por uma decisão judicial que colocará fim na demanda.Tendo em vista a natureza do conflito,é chamado um terceiro equidistantee neutro,representado pelo ,juiz,Poder Judiciário,oferencendo a solução legal,o que é o direito, Como envolve a família e suas relações ,e a estabilidade das pessoas e dos filhos ,é necessária a intervenção do Ministério Público,natarefa fiscal da lei e guardião de sua execução.
O processo psicológico de separação inicia com uma crise conjugal ,marido e mulher,levando a ruptura judicial amigável ou litigiosa,consequentemente envolvendo os filhosde modo que a crise conjugal se dimensione como crise familiar. Onde um é vencedor e outro o é vencido.
A decisão final do Juiz ponderá todos os fatos, inclusive a avaliaçãopsicológica,os fatos ,serão analisados da maneira como foram apresentados ao juiz,frequentemente deformados ao longo da instrução do processo,revestidos de ressentimentos ,expectativas, esperanças,ansiendades,e ilusões, resolvendo o conflito processual,mas não o conflito psicológico.
Dentro desse complexo jogo de interesses contraditórios,as intervenções psicológicas necessitam serem adequadas,cientificamente adequadas, embasadas ,realizadas com objetividade e clareza e presididas pelo mais rigoroso critério bioético ,de modo a pôr luz sobre a situação psicológica existente, com a vista ao bem – estar de todos,principalmente aos filhos,se houver,pois a regra fundamental é preservar o seu melhor interesse.
A psicologia Juridica colocada a serviço dos fins do direito ,pode contribuir paratornar a Justiça mais sensível,auxiliar os cônjuges,e principalmente os filhos menores ,a enfrentar as incertezas e os problemas decorrentes da separação e do divórcio.Auxiliar a justiça a se tornar mais ágil e eficaz,assim como evitar a judicialização de fatos passíveis de serem resolvidos na instância da mediação,promovendo a superação da crise no sentido da reconstrução familiar, valores humanoscomo a dignidade e a cidadania.
O número de separações parece ter aumentado muito nestes últimos anos.Isso significa que muitas crianças deverão passar pela experiência de ruptura familiar.A pergunta lógica que cabe fazer é se os filhos,especialmente as crianças, estão psicológicamente preparados para enfrentar os conflitos familiares e as consequências decorretntes do divórcio de seus pais?...
tracking img