Disturbios pigmentares da pele

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Distúrbios Pigmentares da Pele

Introdução
A pele tem várias denominações, mas é chamada internacionalmente de cútis, é composta de várias camadas: Basal, espinhosa, granulosa, lúcida (na planta dos pés e nas palmas das mãos) e córnea. É considerada o maior órgão do corpo humano, é uma barreira grossa e elástica que recobre o corpo e protege o compartimento muscular e as estruturas internas.Ela pesa 15% da massa total de um corpo. A pele possui importantes funções como: Proteção, termorregulação, resposta imunológicas, barreira para perda de água, secreções de resíduos e sensação.
Este é um órgão complexo, pois atua de forma organizada junto ao ambiente externo. A estrutura da pele varia consideravelmente de uma área do corpo para outra, incluindo mudanças na espessuras dos seuscomponentes e nas suas estruturas especializadas de origem epitelial (Ex: pêlos, unhas, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas). A pele é comumente acometida em doenças sistêmicas, além de ser o local de muitas doenças a ela limitadas. Os distúrbios pigmentares da pele podem ocorrer de forma externa, ocasionados pelo tempo exagerado de exposição ao sol, uso de cosméticos, remédios, gravidez,entre outros, ou de forma interna, provocado por disfunções no próprio organismo do ser humano.
Existem vários distúrbios pigmentares da pele, neste artigo vamos tratar dos distúrbios de pigmentação e dos melanócitos e dos tumores epiteliais benignos, cada um deles são segmentados em vários tipos, caracterizados de formas diferentes.


Objetivo
O principal objetivo desse trabalho é esclarecerde forma simples sobre os distúrbios pigmentares da pele, abordando sobre seus tipos, suas características, função e formação da pele, para que o documento seja entendido de forma ampla e concisa.

















Metodologia
Este trabalho foi desenvolvido com ênfase nas pesquisas em livros e internet, elaborado de forma técnica.Disturbios da Pigmentação e dos Melanócitos:
A anomalia funcional da pigmentação e dos melanócitos acomete pessoas que tem se exposto de forma exagerada ao sol, e essa atitude lhes torna vulneráveis a vários tipos de distúrbios, podendo ocorrer de um modo focal ou disseminando sobre o tecido. Exemplos desses distúrbios são esses:

- Sardas
As sardas têm pigmentaçãovermelho-acastanhadas ou marrom-claras, que surgem com a exposição solar do indivíduo, elas podem sumir e reaparecer de acordo com o clima. Não acontece por modificações na quantidade de melanócitos e sim pelo grau de pigmentação da pele. Seu tamanho vai de 1 a 5 mm de diâmetro.


- Lentigo
O lentigo na maioria dos casos tem inicio em lactantes ou na infância, mas pode ocorrer também qualqueridade, trata-se de uma hiperplasia de melanócitos localizada, benigna que podem atingir as membranas mucosas e a pele e ocorrem em qualquer indivíduo, independente de sexo ou raça. Sua patogenia e a causa ainda não foram descobertas e a exposição ao sol não às escurece. São máculas ou manchas ovais de cor acastanhadas de tamanhos entre 5 e 10 mm de diâmetro.

- Nevo Melanocítico (NevoPigmentado)(Sinal)
Vulgarmente conhecidos como sinais, encontrados normalmente em qualquer indivíduo, não são considerados importantes no dia a dia, mas é um dos exemplos de distúrbio pigmentar da pele. A grande maioria dos nevos melanóticos são adquiridos, têm cores marrons ou castanhas, são máculas ou pápulas e têm um formato bem definido. Os tamanhos são superiores a 6 mm de diâmetro.

- Nevos DisplásicosSão os precursores do melanoma. Os indivíduos com nevos displásicos têm maior possibilidades de adquirir melanoma e essas características são co-herdadas. O nevo tem tamanho maior que 5 mm de largura e podem aparecer em grandes quantidades quando a pessoa tem síndrome de novos displásicos. Variação na coloração, com toque áspero em que o cento é mais escuro e seu contorno é plana e irregular....
tracking img