Disciplina: acidente de trabalho, grave e fatal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (423 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Goiás
Faculdade de Enfermagem
Curso de Atualização Multiprofissional em Saúde do Trabalhador

Disciplina: Acidente de Trabalho, Grave e Fatal



ATIVIDADE

1. Combase no conhecimento aprendido sobre o Protocolo de Acidentes do Trabalho Fatais, Graves e com Crianças e Adolescentes, responda se os casos abaixo apresentados devem ou não ser notificados.

Caso 1Jovem de 14 anos, sofreu ferimento com faca enquanto preparava refeição para seus familiares. Natureza da lesão: amputação de falange distal do terceiro quirodáctilo esquerdo.

Resposta: NÃONOTIFICAR
Acidentes domésticos não são notificados.

Caso 2
Jardineiro de 34 anos, trabalhava como autônomo, quando acidentou-se com ferramenta de poda. Natureza da lesão: ferimento cortante em faceanterior do antebraço direito. Atendido em pronto socorro, teve alta após sutura, curativo e medicação.

Resposta: NÃO NOTIFICAR
O trabalhador não ficou internado e incapacitado para o trabalho pormais de 30 dias.

Caso 3
Trabalhador da indústria, 40 anos, sofreu queimadura de primeiro e segundo grau em diferentes partes do corpo. Atendido em Pronto Socorro, foi encaminhado para internaçãohospitalar, teve alta após 7 dias.

Resposta: NÃO NOTIFICAR
O trabalhador não ficou internado e incapacitado para o trabalho por mais de 30 dias.

Caso 4
Trabalhador da construção civil vítima deatropelamento, no horário de almoço, quando se dirigia a restaurante. Faleceu em decorrência de complicações pós-cirurgica.

Resposta: NOTIFICAR
Este é um acidente de trajeto com óbito do trabalhadorapós o acidente.

Caso 5
Estagiário, 17 anos, sofreu torção em tornozelo a caminho do Trabalho. Atendido no Pronto Socorro teve membro imobilizado, foi medicado e recebeu indicação de repouso por3 (três) dias.

Resposta: NÃO NOTIFICAR
O trabalhador não ficou internado e incapacitado para o trabalho por mais de 30 dias.

Caso 6
Estivador do CEASA, 31 anos, procurou Pronto Socorro com...
tracking img