Direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1965 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Esta história se passa em 1555 e começa quando mandam à rainha uma carta pedindo que fossem enviadas mulheres para se casarem com os cristãos, que estavam no Brasil.
Oribela é uma das órfãs e conta tudo como foi, desde a viagem até o destino de cada órfã. Conta sobre as dificuldades que tinham durante a viagem, que acontecia de muitas pessoas morrerem, inclusive morreu uma órfã, Dona Isobel.Elas eram em sete órfãs ao todo. Quem as acompanha é um padre e uma velha freira, fora os tripulantes da nau Senhora Inês.
Na primeira parte, Oribela conta como foi a chegada. Na segunda parte, como era a terra, como eram os índios. Na terceira parte fala como foi preparado o casamento das órfãs. Conta que foram os padres quem as acolheram, davam comida, porém era proibido que os meninos asvissem. Elas também não viam os padres, apenas pela janela cruzando o pátio. Assim, Oribela conheceu Francisco Albuquerque, que no princípio ela não queria casar, por achar que não era digna de homem nenhum e também porque ele a repugnava, por seus modos e aparência. Sofreu muitos castigos do padre e também dona Birdes de Albuquerque, tia de Francisco tentou convence-la a todo o custo. Por fim, Oribelaacabou aceitando, mas não amava seu marido. A quarta parte conta como era o relacionamento entre eles, pessoas que participam da narrativa. A quinta parte fala de algumas fugas de Oribela, que não amava o marido. Tentou várias vezes a fuga e numa dessas, vestiu-se de homem. A sexta parte mostra a amizade de Oribela com a Temericó, nativa, que lhe conta sobre os costumes da terra. A natural, achaque Oribela é uma rainha, mas Oribela a considera muito burra. A sétima parte fala nas disputas, nos tempos de agonias. Lutas pelo poder na terra brasileira. Índios e cristãos lutavam, muito provavelmente porque os índios não aceitavam ser escravos, estavam sendo aculturados e explorados. A oitava parte, Oribela sente-se tão culpada pelo mal que as pessoas em sua voltam sentem que ela tem um sonhoem que ela está pagando com a mutilação do seu corpo e quando acorda conhece um mouro, Ximeno, que a protegeu e a escondeu. Eles acabaram se envolvendo e Oribela fica grávida. A nona parte trata da descoberta da gravidez de Oribela e que o filho é de Ximeno. Neste capítulo, Oribela encontra Bernardinha e depois, a velha freira. Francisco de Albuquerque a encontra em companhia da velha e ameaçamatar a freira, mas só ameaça. Oribela é levada de volta e parece que os dois vivem em harmonia até que Francisco de Albuquerque descobre que o filho não é seu e sim, do mouro, por isso, rapta a criança. No capítulo 10 há a passagem em que Oribela fica desesperada devido ao rapto do filho e coloca fogo em toda a casa, mas vê Ximeno vindo em sua direção com a criança. É um final aberto. Quepossibilita muitas interpretações.
Constata-se que o tema central da história é a mistura de mundos, ou seja, é uma paródia da formação étnica brasileira e a tentativa de desmitificar a história, tão bonita, mas que encobre o sofrimento de muitas pessoas e “as sujeiras da nobreza da época”.
Nem todas as pessoas que vieram para o Brasil o fizeram por idealismo, a maioria procura riqueza e interesseseconômicos. No Brasil, há uma mistura de raças muito grande, dos índios, dos portugueses (cristãos), espanhóis, como se percebe em alguns trechos do livro “todalas” (mistura de português e espanhol), palavras e frases em espanhol, judeus (Urraca era judia), mouros,....
“Desmundo” quer dizer, então, todos os mundos misturados, desfazem o mundo bonito mostrado pela história. Na narrativa, eles sedesmancham e se reúnem em uma coisa só.
III- Principais personagens:
Oribela – Fruto do adultério da mãe, a quem perde durante o parto, Oribela vive a infância torturada pelo ódio e despeito do pai, que vem a falecer de desgosto, poucos anos depois de perder o que tinha com jogo, mulheres e bebida. Cresce numa casa de órfãs e, ao atingir maioridade, ela e mais cinco “irmãs” são enviadas ao...
tracking img