Dfdfdf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (627 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho

de

Literatura

Trabalho

de

Literatura

O Pranto de Maria Parda

Gil VicenteDe um modo sintético se analisarmos os comentários que Aristóteles escreveu nas páginas da Poética, ou se fizermos a leitura direta das próprias peças do classicismoantigo, entenderemos que, no geral, o teatro grego era uma produção artística em que um conflito entre as personagens era representado a partir de um acontecimento já próximo do fim, avançando em umcrescendo de tensão, até chegar a um momento de clímax, quando se resolve então a disputa, com uma das partes saindo vencedora e a outra derrotada.
Já na Idade Média era comum tratar de forma cômicacertos textos e procedimentos sérios da liturgia católica, provando que aquela ideia, feita por alguns, do absoluto respeito às noções cristãs durante esta época não é absolutamente verdadeira. Ao quetudo indica, quem iniciou este procedimento foram os goliardos, espécie de clérigos itinerantes que, sem paróquia fixa, se locomoviam entre as localidades existentes no território europeu, durante aIdade Média.
Ao escrever o Pranto de Maria Parda, como ao escrever um Padre Nosso engraçado, em O Velho da Horta, por exemplo, Gil Vicente situa-se nesta tradição de não levar a sério, em algunsmomentos, a tradição litúrgica do catolicismo. Ele colabora, dessacralizando o aparato litúrgico pelo humor, com um processo de histórico em que gradualmente se reduzirá a força da Igreja Romana na vida...
tracking img