Desigualdade entre os homens jean jacques rousseau

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1363 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
questões sobre o estudo da obra de jean jacques rousseau:

“DISCURSO SOBRE a origem E OS FUNDAMENTOS da desigualdade
entre os homens”

1. O item 3 do artigo (as duas fases) estabelece uma dúvida: Rousseau teve unidade ou não no seu pensamento?

Existe unidade sim em sua obra, pois em momento nenhum o autor Jean-Jacques Rousseau vem a entrar em contradiçãopois as suas duas parte de seus livros são complementares para o entendi mento de sua obra por inteiro o autor em sua primeira parte de sua busca em descobrir a verdadeira origem da desigualdade entre os homem, vai até os seus tempos mais primórdios onde o homem ainda não era um ser social, e habitava na natureza tendo de se adaptar as suas situações adversas, nesse estágio o ser humano nãoapresentava muitas diferenças alem dos aspectos naturais de cada ser, o autor se baseia em relados de colonizadores pra dar origem a essas teses, o estagio mais complexo seria em seu estado social onde o homem por viver em sociedade tem de se adaptar a um sistema social imposto pelos ‘’poderosos” e aceito por todo a sociedade como certo, é o que o autor define como contrato social, e essa imposiçãosocial a opinião do autor vem a corromper os próprios princípios humanos como a bondade presente nos homem em seu estagio selvagem, para o autor o homem é de essência boa mais a sociedade com suas regras e imposições vem a corromper o ser humano, e nos tornar cada vez mais desumano e competitivos sem nos preocupar com o bem estar do outro por muitas das vezes, essa unidade de Rousseau foi defendidapelo autor até o final de sua vida.

2. A partir do texto, quais os motivos centrais que deram origem e fundamento à desigualdade entre os homens? (p.5-7) Explicitem num pequeno texto a opinião da dupla.

Segundo a teoria de Rousseau, foram 3 os pactos que deram origem a desigualdade entre os homens:
1. o surgimento da propriedade a qual divide os homens entre ricos e pobres,
2. osurgimento de governos que dividem os homens entre governantes (poderosos) e governados (fracos)
3. o surgimento de estados despóticos que divide os homens entre senhores e escravos;
O primeiro grau de desigualdade, segundo Rousseau, manifestou-se durante o desenvolvimento da agricultura e da metalurgia, quando os homens passaram a dividir a terra e reivindicar sua posse como um direitolegítimo. Se, por um lado, houve aqueles que argumentaram ser a terra um bem pertencente a todos os homens que a habitavam; por outro, haviam aqueles que justificavam sua posse em virtude do trabalho e do tempo empreendido no cultivo. Mesmo que o suposto proprietário tivesse direito legítimo apenas aos frutos de seu trabalho, as colheitas se sucediam com o passar dos anos e a permanência acabava porgarantir-lhe a posse definitiva. A despeito de se imaginar a abundância de terras, houve ocasiões de escassez, e, aqueles que ficaram sem terra, não tiveram outra alternativa para prover sua subsistência senão roubar ou trabalhar para os que foram mais previdentes. Dessa situação nasceu a primeira grande desigualdade, dividindo os homens em duas classes: ricos e pobre.
A partir desteprimeiro pacto surge necessariamente do segundo em função da necessidade de um governo. Esse pacto é concebido como um contrato entre o povo e os chefes que esse escolhe, através do qual as duas partes se obrigam a observar as leis estipuladas. Rousseau faz um relato das formas de governo em função do grau de desigualdade instituído na sociedade reconhecendo a monarquia, a aristocracia e a democracia.Segundo ele, nesses governos todas as magistraturas eram eletivas. Ao magistrado cabia utilizar o poder que lhe era confiado, segundo a intenção dos que confiaram nele. Mas, uma vez que este cargo tornou-se hereditário, os chefes passaram a considerar-se de meros funcionários, proprietários do Estado e a subjugar aqueles a quem deveria representar. Emerge desse mar de vaidade o segundo grau de...
tracking img