Design e usabilidade de interfaces para televisão digital interativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4115 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO
O presente artigo tem como objetivo alavancar estudos para o desenvolvimento de interfaces interativas mais centralizadas no interagente. A motivação surgiu a partir da constatação da escassez de referências, existência de poucos estudos nessa área e falta de consenso entre os produtores de conteúdos. Para isso agrupa informações básicas do design e usabilidade de aplicativos interativospara televisão digital com enfoque a inclusão digital e social.
PALAVRAS-CHAVE: Televisão Digital; Interatividade; Design; Usabilidade.
Introdução
A televisão, nestes 60 anos em operação no país, se estabeleceu como um dos mais relevantes meios de comunicação de massa e uma das principais fontes de informação e entretenimento, tornando-se agente transformador nas relações sociais, culturais eeconômicas da sociedade. Seus conteúdos, elaborados de forma centralizada e distribuídos a partir do modelo de transmissão de radiodifusão, foram evoluindo e assumindo uma linguagem própria, de modo a atender um público heterogêneo e de comportamento predominantemente passivo.
Atualmente vivemos uma nova fase na televisão com a sua digitalização. As inovações vão além da melhoria da qualidade desom e imagem, ampliando o universo de possibilidades do interagente com recursos como multiprogramação, mobilidade, portabilidade e interatividade. Utiliza-se o termo interagente, pois esse autor acredita ser a terminologia que melhor traduz a nova relação entre o espectador e as novas tecnologias de interação da televisão digital.
O presente artigo tem como objetivo agrupar informações básicas arespeito de design e usabilidade de interfaces interativas para televisão digital, a fim de
1 Trabalho apresentado no GP Conteúdos Digitais e Convergências Tecnológicas do XI Encontro dos Grupos de Pesquisa em Comunicação, evento componente do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação.
2 Mestrando do Programa de TV Digital da FAAC-UNESP, email: lucasazevedo.tv@gmail.com
Intercom –Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação
XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Recife, PE – 2 a 6 de setembro de 2011
2
alavancar estudos para o desenvolvimento de aplicações mais centralizadas no interagente, atendendo seus objetivos e expectativas. A motivação surgiu a partir da constatação da escassez de referências, existência de poucos estudosnessa área e falta de consenso entre os produtores de conteúdos.
Nesse sentido o texto é dividido em três partes. A primeira trata do cenário atual da interatividade ressaltando aspectos teóricos, ações do governo e visão do mercado. A segunda parte foca o design de interfaces para televisão digital, onde são analisadas questões teóricas, a relação do designer com a televisão e seu papel no processode produção televisivo. Já a terceira, lida com questões acerca da usabilidade das interfaces interativas para televisão digital, abordando sua relação com o profissional na elaboração de projetos, sua normatização e seu papel em ações de acessibilidade para portadores de necessidades especiais.
1. A interatividade na televisão digital
A interatividade é considerada por muitos uma ferramentapara democratização da tecnologia digital. No entanto, os conceitos formulados para o uso da palavra têm sido utilizados de forma bem genérica:
“[...] o dado novo é a interatividade, a possibilidade de responder ao e de dialogar com o sistema de expressão. Mas o termo interatividade se presta hoje às utilizações mais estapafúrdias, abrangendo desde salas de cinema em que as cadeiras se movem aténovelas de televisão em que os espectadores escolhem (por telefone) o final da história. Um termo tão elástico corre o risco de abarcar tamanha gama de fenômenos a ponto de não poder exprimir mais coisa alguma.” (MACHADO, 1997).
Em meio a diversas aplicações designadas como interativas, o início de um estudo mais amplo visando programas para Televisão Digital Interativa (TVDI) fica comprometido....
tracking img