Desenvolvimento humano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2289 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Piaget – Cognitivismo
• O grande objectivo dos seus estudos passa por compreender a natureza e a evolução do conhecimento, isto é a sua estrutura – estruturalismo.

• O indivíduo, aquando o seu nascimento, possui um património genético, que o permite relacionar-se com o meio que o rodeia, e deste modo, adaptar-se a mais variadas situações.

• O indivíduo é um agente activo na construção doseu conhecimento e realidade.

• O desenvolvimento intelectual ocorre através de mudanças nas estruturas do conhecimento.

• O processo desenvolvimental assenta em quatro factores:
o Hereditariedade e maturação interna;
o Experiência física e acção sobre os objectos;
o Transmissão social;
o Equilibração progressiva.

• Piaget defende que existem 4 estádios de desenvolvimento:

EstádioSensório-motor (0-2 anos)

• Coordenação de meios e fins

• Permanência do objecto e de causalidade

• Criação de imagem mental e formação de símbolos

• Inteligência prática baseada na acção

Estádio Pré-operatório (2-7 anos )

• Egocentrismo intelectual

• Pensamento mágico

• Função simbólica (2-4 anos)

• Pensamento intuitivo (4-7 anos)

Estádio das Operações concretas(7-11/12 anos)

• Reversibilidade mental

• Pensamento lógico

• Noção de conservação e classificação

• Tempo e velocidade

Estádio das Operações formais (A partir dos 11/12 anos)

• Raciocínio hipotético-dedutivo

• Pensamento abstracto

• Definições de conceitos e de valores
Publicada por Psicologia Aveiro 1 comentário:
Erikson – Teoria Psicossocial


• Influenciado por Freud,Erikson substitui a teoria psicossexual do desenvolvimento por uma teoria psicossocial, sublinhando a importância das interacções do indivíduo com o meio.

• Defende que o desenvolvimento é contínuo, ocorrendo do nascimento até à morte.

• A vida é composta por 8 ciclos fundamentais, sendo que cada ciclo é composto por uma crise que é fundamental par a construção da personalidade.


1ª idade(0-18 meses)


• Nesta fase, ou a criança experimenta conforto, segurança e satisfação de necessidades no ambiente que a rodeia ou desenvolve desconfiança e suspeitas.


2ª idade (18 meses aos 3 anos)


• Rápido desenvolvimento das capacidades motoras;

• Há necessidade de explorar o meio mas, se os pais são muitos restritivos a respeito dos “avanços” da criança, em vez de se tornarautónoma, sentira vergonha e dúvida.

3ª idade (3-6 anos)


• A criança dispõe de mais capacidades intelectuais que na fase anterior de exercer a sua curiosidade, tomar iniciativas;

• Se a acção da criança for aceite pelos pais, o sentido de iniciativa será reforçado; se os pais exercerem uma autoridade punitiva e classificarem a acção da criança como despropositada ou ridícula, estasentir-se-á culpada e insegura.

4ª idade (6-12 anos)


• Entrada no mundo escolar, onde se estabelecem metas cognitivas e sociais, com as quais a criança se defronta e experimenta fracassos e/ou realizações;

• Se as realizações são menos adequadas que as dos seus colegas, desenvolve sentimento de inferioridade; se as realizações são valorizadas pelo êxito, desenvolve sentimentos de competência,diligência.


5ª idade (12-20 anos)


• O adolescente integra diversas auto-imagens e papéis sociais numa só imagem a partir da qual se projecta para uma opção de carreira profissional, de modelo de vida;

• A superação desta crise de forma positiva leva à formação de uma identidade pessoal e psicossocial; caso contrário, viverá na indecisão e na confusão de papéis.

6ª idade (20-35anos)


• Idade em que a pessoa se dispõe a formar laços sociais duradouros, caracterizados pelo afecto;

• Pessoas com débil sentimento de identidade terão dificuldade em estabelecer relacionamentos íntimos e manifestam tendência a isolar-se ou a estabelecer laços limitados.

7ª idade (35-65 anos)


• Preocupação activa com o bem-estar das novas gerações e em tornar o mundo melhor...
tracking img