Desenvolvimento economico aula tema 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]























SUMÁRIO


1. HIDROTERAPIA 3
2. MÉTODO HALLIWICK 5
3. BAD RAGAZ 7
4. WATSU 9
5. RESPOSTAS FISIOLÓGICAS DOS EXERCÍCIOS NA ÁGUA 12
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 14
























































1. Hidroterapia

O termo hidroterapia é derivadodas palavras gregas hydor (água) e therapia (cura). Não há clara evidência sobre quando a água foi utilizada pela primeira vez para finalidades curativas, mas é sabido que Hipócrates (c. 460 -375 AC) empregava água quente e fria para o tratamento de doenças (SKINNER e THOMSON, 1985).
Mesmo sendo utilizada com finalidades terapêuticas há vários séculos, foi a partir da segunda guerramundial, que a água passou a ocupar um lugar importante dentro do arsenal de técnicas de reabilitação. Desde bolsas de gelo e bolsas de água quente, a piscinas de hidromassagem ou a tanques de Hubbard, a terapia aquática vem se desenvolvendo nos últimos cinqüenta anos. No Brasil, a hidroterapia científica teve início na Santa Casa do Rio de Janeiro em 1922 (BATES, 1998 e CUNHA, 2001).
Atravésde toda a história, o conceito empregado para denotar o uso da água em piscina terapêutica mudou várias vezes. Alguns desses "títulos" foram usados como sinônimos: hidroterapia, hidrologia, hidrática, hidroginástica, terapia pela água, piscina terapêutica, exercício na água. Os termos mais comumente usados hoje em dia são: reabilitação aquática ou Fisioterapia Aquática (RUOTI et all, 2000).A Fisioterapia Aquática pode ser definida como a utilização do meio aquático com temperatura adaptada para alcançar objetivos fisioterapêuticos, tais como: manutenção ou ganho de amplitude de movimento (ADM) e força muscular (FM), analgesia, relaxamento, redução do espasmo muscular, promoção de independência funcional, treino de marcha, reeducação dos movimentos comprometidos por algumadisfunção. Além destes objetivos, a água também pode ser utilizada como forma de promover a melhora da socialização, autoconfiança e qualidade de vida do paciente.
Nela o corpo está simultaneamente sob a ação de duas forças, a força da gravidade (ou impulso para baixo) e o empuxo (impulso para cima), que fornecem a possibilidade de exercícios tridimensionais, que não são possíveis no ar, e permitem aocorrência de atividades de movimento sem a sustentação de peso, antes mesmo que elas sejam possíveis no solo.
Entrar na água é uma experiência única que fornece a todos uma oportunidade de ampliar seus conhecimentos e habilidade.
A unicidade da água está principalmente no eu empuxo, que avalia o estresse sobre as articulações sustentadoras de peso e permite que se realizemmovimentos em força gravitacionais reduzidas; dessa forma, as atividades que não sustentam peso podem ser iniciadas antes mesmo de serem possíveis no solo.
Os efeitos fisiológicos dos exercícios combinados com aqueles que são causados pelo calor da água são umas das vantagens da atividade nesse meio.
Dentre os efeitos terapêuticos dos exercícios na água tem-se:
• Alívio da dor e espasmomuscular;
• Manutenção ou aumento da amplitude de movimento nas articulações;
• Fortalecimento dos músculos enfraquecidos e aumento na sua tolerância aos exercícios;
• Reeducação dos músculos paralisados;
• Melhora da circulação;
• Encorajamento das atividades funcionais;
• Manutenção e melhoria do equilíbrio, coordenação e postura.

Além disso, a água fornece o potencial para quesejam realizados exercícios em três dimensões. Existe também a possibilidade de uma considerável estimulação da percepção:
• Visualmente;
• Auricularmente;
• Via proprioceptores cutâneos;
• Pelo calor.

Os olhos precisam acomodar-se aos níveis de água em constante alteração por causa do movimento do líquido em relação a parede da piscina acima da...
tracking img