descartes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Descartes divide matéria de pensamento, para ele o pensamento, ou a substância pensante independe e é separada da matéria. A nossa consciência individual é separada do corpo e continua a existirmesmo sem o corpo. Nós somos um marinheiro navegando no mundo através do nosso corpo que é o navio, mas estamos ligados ao corpo de uma forma estreita, formando um todo com ele. A relação entre nossaconsciência e nosso corpo se dá através da glândula pineal, que é a sede da nossa alma. Corpo a alma assim se misturam, mas não ao ponto que não seja possível distinguir uma da outra. Nesta relaçãopodemos diferenciar algumas operações que pertencem somente ao corpo e outras que são específicas da alma. A alma busca o conhecimento da verdade, o corpo é responsável pelas sensações.

RenéDescartes nos trouxe a idéia do dualismo cartesiano com a célebre frase: "Penso, logo existo”, disse Descartes em 1596-1650 – ao afirmar que no cérebro se encontra a alma, a consciência superior dohomem. Descartes afirmava que matéria e espírito são duas essências da vida que o homem não poderia juntar. Mas o seu cérebro, sim. Talvez seja esse o maior dos mistérios! Uns poucos sábios seaventuraram, e bem recentemente, a postular sobre a consciência e o cérebro. A natureza destes, a interdependência entre eles, é hoje estudada por uma quantidade de disciplinas e vem aumentando a cada séculoque passa.

Para Descartes, a nossa mente (ou consciência) e a realidade externa são dois reinos separados e autônomos, nenhum sendo dependente do outro. Embora ele não negue que a mente seja capaz decompreender objetos externos a ela, aquilo de que estamos imediatamente conscientes, para Descartes, não são os objetos externos, mas apenas representações mentais, ou idéias, produzidas pela nossaprópria mente. A mente, portanto, tem contato com o mundo externo apenas através de idéias, que são representações mentais dos objetos externos.


A filosofia da época era dominada pelo método...
tracking img