Desafios das empresas modernas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (746 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE
FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ROSEMAR PIMENTE
INTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS
CURSO: ADMINISTRAÇÃODISCIPLINA: ADA I
PROFESSOR: Regina Coeli Data:


Os desafios das empresas modernas

• O desafio de impulsionar e renovar continuamente as empresas
• Os novos ativosdas empresas
• A gestão das competências organizacionais
• A excelência empresarial

Para que serve uma empresa?Segundo Charles Handy[1] existem dois mitos a respeito dessa questão.O objetivo de uma empresa não é somente obter lucro. È obter lucro a fim de continuar operando ou produzindo produtos cada vez mais e melhor. O lucro deve ser um meio para alcançar outros fins. Emética, confundir os meios com os fins é estar voltado para si próprio, um dos principais pecados segundo Santo Agostinho. Lucros – e bons lucros – são essenciais. E não apenas nos negócios. O lucro é oprincipal padrão de medida do sucesso empresarial. Mas padrão de quê? E para quê? E como pode um padrão tornar-se um objetivo? Esse é o primeiro mito.Lucros são condições necessárias, mas nãosuficiente de sucesso.
O segundo é o de que quem investe dinheiro possui a propriedade da empresa. Isso faz com que o objetivo da empresa deva corresponder à vontade e às expectativas dos proprietários:aumentar o lucro. Mas se os investidores não estão satisfeitos com o retorno certamente vão transferir seu dinheiro para outras aplicações. Assim, na verdade, são mais apostadores ou especuladores do queproprietários na acepção da palavra.
Assim, uma empresa não é um instrumento.Para Handy, deveria ser uma comunidade viva em constante crescimento. Afinal, para que serve uma empresa? È algo que cadacomunidade deve pensar e repensar continuamente.Em uma época de transformações, devemos questionar se as coisas que costumavam funcionar bem no passado poderão funcionar tão bem no futuro. Não...
tracking img