Dentro do segredo - resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1022 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dentro do Segredo, Uma Viagem à Coreia do Norte de José Luís Peixoto

Dentro do segredo assume-se como um veículo especializado de emoções (cansaço, perplexidade, medo, ideias feitas) interacções, interpretações e conhecimentos de um país que nasceu e sobrevive do medo recalcado da sua história e do seu futuro.
É o princípio, o meio e o fim de algo especial, que emerge na tentativa de o Homemdemonstrar aos outros os limites da verdade, o segredo que todos temos dentro de nós.
A Coreia do Norte demonstra na sua raiz um regime severo, ditado de regras sombrias, onde a escuridão se apodera de cada um, pois é caracterizado como o país mais isolado do mundo.
O modo de vida que José Luís Peixoto teve que adoptar durante o seu tempo neste país é de elogiar, visto que não é qualquer umque parte à aventura, embora com algum conhecimento por detrás sobre este país, e entrega os seus “bens pessoais” na fronteira de Pyongyang (telemóvel e passaporte).
No entanto, José Luís Peixoto visitou o país pouco tempo depois da morte do seu líder, Kim Jong-II. Por outro lado, a viagem realizada no mês de Abril de 2012 permitiu-lhe assistir às comemorações do centenário do nascimento deKim-II-sung, fundador da república democrática da Coreia, e presidente eterno. Aqui, o escritor dá-nos a conhecer um pouco mais do país que desafia todas as convenções sociais e políticas.
É um país que vive numa grande mentira, mascarado de uma grande verdade, pois é um país de surpresas, onde o convívio com a população é restrito, por vezes, até encenado.
Através deste olhar, e sempre acompanhadopor dois guias (têm o cuidado em não deixar os estrangeiros longe da vista), o escritor visitou os monumentos grandiosos, erigidos para a glória dos líderes e as aldeias pobres com uma agricultura velha de décadas; entrou em fábricas (como a siderurgia Chollima) e em estádios imaculados; vagueou na Livraria de Línguas Estrangeiras, onde "a grande maioria dos livros à venda eram as obras completasde Kim Il-sung e de Kim Jong-il traduzidas em vários idiomas", acompanhadas de outros volumes imortais como As Lendas de Pyongyang, O Povo da Aldeia Lutadora, etc,
Ao longo da sua viagem, o escritor descreve a Coreia do Norte como um país que parou no tempo, detentor de sentimentos colectivos enraizados na cultura tradicional, onde o homem é dono do seu próprio destino, tal como ele própriorefere.
A realidade não é perceptível aos olhos dos norte coreanos, pois eles estão convencidos que vivem no melhor país do mundo e olham para os turistas como alguma distância. É o tal “nacionalismo xenófobo” enunciado no livro. No entanto, a informação é transmitida na Coreia através do governo, não há internet, televisão, nem qualquer outro tipo de meio de comunicação que lhes permita contactarcom o mundo exterior.
As recordações dos momentos ficavam apenas guardadas na memória, visto que, não eram permitidas fotos nem filmagens.
Deste modo, e tendo em conta o que já foi referido anteriormente é de realçar a interligação existente entre a Sociologia do Turismo, pois viajar é interpretar, é conhecer os segredos que estão dentro de nós e entender sobretudo uma sociedade com costumes ehábitos tão diferentes dos nossos.
Num primeiro momento, apercebemo-nos do regime político que lidera a Coreia, país mais militarizado do mundo com o 4º maior exército do mundo, cujo serviço militar é obrigatório, é uma ditadura de inspiração marxista.
O vestuário das mulheres é composto por um vestido tradicional, choson-ot, vestido rodado, cintado um pouco abaixo do início do peito, onde seencontra um emblema com a cara de Kim-II-sung ou de Kim-Jong-it. Este é dado, tanto às mulheres como aos homens, quando completam 15 anos e não é encarado como uma forma de identificação, visto que ao longo da sua vida recebem outros provenientes do Estado.
A música resume-se a temas de origem popular (fala sobretudo de paisagens), temas de glorificação do regime ( Taejung kayo com títulos : “...
tracking img