Dengue

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1141 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Unida de Campinas - FACUNICAMPS
CURSO DE ENFERMAGEM
Andiara Tayla Lobo e Sinara Lane Togo

Epidemiologia

GOIÂNIA
2013
Andiara Tayla Lobo e Sinara Lane Togo

História Natural da Dengue

Trabalho apresentado a FACUNICAMPS como requisito parcial para aquisição de créditos na componente curricular Epidemiologia sob orientação da Professora Juliana.

Trabalho apresentado aFACUNICAMPS como requisito parcial para aquisição de créditos na componente curricular Epidemiologia sob orientação da Professora Juliana.

GOIÂNIA
2013

HISTÓRIA NATURAL DA DENGUE
É um arbovírus (vírus transmitido por artrópodes, como os mosquitos) do gênero Flavivirus,pertencente à família Flaviviridae,com quatro sorotipos conhecidos: DENV1, DENV2, DENV3 e DENV4. Quando infectado, ohomem desenvolve imunidade permanente ao sorotipo que causou a doença e imunidade temporária e parcial aos outros sorotipos. Todos os sorotipos podem levar a quadros graves da doença.São mosquitos do gênero Aedes.A espécie Aedes aegypti é a mais importante na transmissão da doença e também pode ser transmissora da febre amarela urbana.

O mosquito adulto vive, em média, de 30 a 35 dias, e o seu ovopode resistir a até 450 dias em ambientes secos. Com o acúmulo da água da chuva, o ovo torna-se ativo, podendo se trans-formar em larva, posteriormente em pupa e atingir a fase adulta cerca de 2 ou 3 dias depois. O ser humano é a fonte de infecção e é também o reservatório vertebrado.A transmissão ocorre pela picada da fêmea do mosquito do vetor, que necessita de sangue humano para viabilizar amaturação dos ovos. Não há transmissão pelo contato direto de uma pessoa doente com uma pessoa sadia. Também não há transmissão pela água, por alimentos ou por quaisquer objetos.A fêmea do Aedes aegyptitem maior atividade durante o dia e adquire o vírus ao picar uma pessoa doente. Assim se inicia o chamado período de incubação extrínseco, que dura de 8 a 10 dias. O mosquito infectado transmite ovírus ao picar uma pessoa sadia, quando se inicia o período de incubação intrínseco, que dura de 3 a 15 dias. Uma pessoa infectada passa a transmitir o vírus para outros mosquitos um dia antes de apresentar os primeiros sintomas até o desaparecimento da febre (normalmente no 5º ou 6º dia – período de viremia), reiniciando o ciclo.
As manifestações clínicas da dengue variam desde um quadro de febreindiferenciada, comum em crianças, passando por um quadro febril associado com milagias, cefaléia, e dor retroorbi-tária, leucopenia frequente e exantema, podendo ou não apresentar petéquias ou hemorragias leves (Dengue Clássica), até quadros graves conhecidos como Febre Hemorrágica da Dengue e Síndrome do Choque por Dengue (FHD/SCD).Nesses quadros graves, a alteração principal é o extravassamentode plasma, na qual o paciente tem uma etapa febril indistintiva e evolue posteriormente com plaquetopenia (< ou = 100.000 plaquetas/mm³), hemoconcentração, derrames cavitários (pleural, ascite, pericardio), hipotensão e choque, assim como hematemese e outras hemorragias importantes, o que coloca o paciente em risco iminente de morte.

A doença pode se manifestar de duas formas: a dengueclássica e a dengue hemorrágica.
Dengue Clássica: os sintomas são mais brandos. A pessoa doente tem febre alta, dores de cabeça, nas costas e na região atrás dos olhos. A febre começa a ceder a partir do quinto dia e os sintomas, a partir do décimo dia. Neste caso, dificilmente acontecem complicações, porém alguns doentes podem apresentar hemorragias leves na boca e nariz.
Dengue hemorrágica (ocorrequando a pessoa pega a doença por uma segunda vez): neste caso a doença manifesta-se de forma mais grave. Nos primeiros cinco dias os sintomas são semelhantes ao do tipo clássico. Porém, a partir do quinto dia, alguns doentes podem apresentar hemorragias em vários órgãos e choque circulatório. Pode ocorrer também vômitos, tontura, dificuldades de respiração, dores abdominais intensas e...
tracking img