Dengue fisiopatologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1258 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Fisiopatologia

O vírus do dengue se replica dentro de células do sistema mononuclear fagocitário (macrófagos, monócitos e célulasB). Além disso, sabe-se que ocorre infecção de mastócitos, células dendríticas e células endoteliais. O vírus pode infectar os leucócitos do sangue periférico, fígado, baço, linfonodos, medula óssea, timo, coração, rins, estômago, pulmões e possivelmente o cérebro,sugerindo passagem pela barreira hematoencefálica. Após a fase febril (virêmica), o paciente pode se recuperar ou avançar para a fase de extravasamento, levando ao DH e/ou à síndrome do choque do dengue. O pico da viremia plasmática e os níveis circulantes da proteína NS1 não estrutural do vírus do dengue relacionam-se com a gravidade das infecções causadas pelo dengue. O aumento do número decélulas infectadas resulta na maior produção de citoquinas inclusive TNF-α e IFN-α e outros mediadores químicos. OTNF-α e o IFN-α também levam à ativação de outras células dendríticas, infectadas ou não com o vírus11,12. A liberação de diversas citoquinas e mediadores é responsável por uma maior permeabilidade vascular, extravasamento anormal de plasma, hipovolemia, choque, e alterações hemostáticas.Além disso, há evidências que mostram que as células endoteliais também sofrem apoptose, causando ruptura da barreira das células endoteliais e levando à síndrome de extravasamento vascular generalizado (Singhi et al, 2007).

A infecção é mais grave quando a pessoa é novamente infectada, mas por um sorotipo diferente, e isso acontece em 2-4% dos indivíduos. Ainda não está claro de que forma areinfecção com dengue ocasiona uma enfermidade mais grave e por que somente alguns pacientes adoecem gravemente. Foi sugerido que os anticorpos residuais produzidos durante a primeira infecção são incapazes de neutralizar a nova infecção por outro sorotipo, e a nova infecção sob a influência de anticorpos amplificadores resulta em infecção e enfermidade graves. Este fenômeno é chamado de imunoamplificação dependente de anticorpos. Essas partículas virais recobertas com anticorpos são incorporadas mais rapidamente do que partículas virais não recobertas pelas células dendríticas teciduais, monócitos e macrófagos. Isso leva a cargas virais mais altas e a uma maior apresentação antigênica das células dendríticas infectadas às células T, resultando numa intensa ativação de células T e naproliferação de linfócitos T. Essa intensa ativação das células T supostamente faz com que elas fiquem “atordoadas”, mantendo assim a sua expressão de IFN-γ em níveis baixos ( Singhi et al., 2007).

São ainda descritas alterações funcionais das plaquetas, evidenciadas através de hipoagregação induzida pelo ADP, com menor secreção de ADP intraplaquetário, e aumento das concentrações plasmáticas debetatromboglobulina e fator plaquetário 4. Esses achados são compatíveis com
ativação plaquetária in vivo decorrente de ativação por imunocomplexos. A função plaquetária retorna às suas condições normais duas a três semanas após a fase inicial do período de convalescença. Os monócitos, linfócitos B e mastócitos infectados pelo vírus da dengue produzem diferentes citoquinas, sendo demonstrado, poralguns autores, maiores aumentos das concentrações de TNF-, IL-2, IL-6 e interferon (IFN)- nos primeiros três dias de doença, com aparecimento posterior de IL-10, IL-5 e IL-4. Os pacientes com a forma hemorrágica apresentam maiores concentrações de TNF-, IL-6, IL-13,IL-18 e fator citotóxico, estando essas citoquinas implicadas no aumento da permeabilidade vascular e no choque que ocorrem durante ainfecção. Ainda mais, o fator citotóxico,produzido células T CD4+, induz os macrófagos a produzirem IL-1, TNF- e IL-8. As concentrações de IL-6 (de origem endotelial e de mastócitos) são maiores nos pacientes com choque e dengue hemorrágica. Os níveis mais elevados de TNF- e de IL-10 correlacionam-se com as manifestações hemorrágicas e plaquetopenia, respectivamente. A IL-10
também reduz a função...
tracking img