Demanda agregada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3645 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A Demanda Agregada

Em seu livro A Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda, John Maynard Keynes procurou explicar o evento da Grande Depressão da década de 1930. A teoria clássica parecia não ser capaz de explicar a razão para a queda do Produto e da Renda naquela época.

Pela lógica da Teoria Clássica, uma queda da venda dos produtos seria acompanhada por um aumento dos estoques e quedados preços e salários. Esse fenômeno ocorreria até que o novo ponto de equilíbrio fosse alcançado. Como a oferta agregada, capital, trabalho e tecnologia, são os fatores que explicam a produção, oscilações nos preços não seriam capazes de gerar uma depressão, segundo a Teoria Clássica.

Para Keynes, o aumento do Desemprego e a queda da Renda eram causados não pela oferta agregada, mas pelademanda agregada. Keynes defendia que os preços são rígidos e por isso a recessão pode causar uma variação na renda através da debilidade da demanda agregada.

A Crítica de Keynes gerou o modelo IS-LM, que mostra a relação entre a curva do mercado de bens (IS) e a curva do mercado monetário (LM) para determinar o nível de renda nacional. O efeito determinante da Renda Nacional de equilíbrio é dadopela variação da taxa de juros.

Quando o nível de preços permanece constante, a Demanda Agregada determina a variação da Renda Nacional.

10.1. O Mercado de Bens e a Curva IS

Os agentes econômicos planejam gastar uma certa quantidade de recursos em um determinado período. Como isso nem sempre ocorre, pode-se gastar mais ou menos que o planejado. A diferença entre as despesas planejadas e asdespesas efetivas nos diz como a economia está se comportando.

D = C + I + G; e C = C (Y - T)

As equações acima mostram as despesas como funções do consumo, investimento e gastos do governo. Além disso, o consumo dependa da renda disponível.

I = I; G = G; e T = T

Como o modelo não pretende explicar a evolução das variáveis investimento, gastos do governo e impostos,tomam-se essas variáveis como fixas.

D = C(Y - T) + I + G

As despesas planejadas são função da renda, do investimento e dos gastos e receitas do governo.

A economia atinge o equilíbrio quando as despesas planejadas se igualam às despesas efetivas.

Y = D; e D = C + I + G

Esse equilíbrio é alcançado através da variação dos estoques. Quando as despesas efetivas da economia estão muitoabaixo das despesas planejadas pelos consumidores, o estoque de bens e serviços está diminuindo. Uma queda dos estoques estimula as empresas a aumentarem a sua produção, elevando a renda nacional.

Por outro lado, quando o estoque de bens e de serviços se eleva significativamente, as despesas planejadas pelos consumidores estão muito abaixo das despesas efetivas da economia. Essa elevação deestoques desestimula as empresas a produzir, diminuindo a renda nacional.

O governo tem a capacidade de influenciar a variação de estoques através da política fiscal. Como tanto gastos do governo quanto tributos afetam as despesas das famílias, ele pode induzir o consumo das famílias a aumentar ou diminuir.

O multiplicador keynesiano indica o efeito que uma variação dos gastos do governo tem sobrea renda nacional:

ΔY/ΔG = 1/(1 - PMgC)

Para saber o efeito de um aumento dos gastos do governo, é necessário saber a propensão marginal a consumir das famílias (PMgC). Quanto mais próximo a propensão marginal a consumir for de 1, maior será o efeito multiplicador dos gastos públicos.

As políticas públicas também podem afetar a renda nacional pelo lado das receitas do governo. Uma reduçãoda tributação também afeta positivamente as despesas das famílias, ao aumentar a receita disponível para consumo.

Uma variação negativa dos impostos (-ΔT) aumenta a renda das famílias no montante relativo ao aumento da Renda Disponível (PMgC * ΔT):

ΔY/ΔT = - PMgC/(1 - PMgC)

Isso mostra que um aumento das receitas de impostos gera uma queda da renda nacional de equilíbrio, ou que uma...
tracking img