David harvey . do gerenciamento ao empresariamento urbano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1058 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do artigo “Do gerenciamento ao empresariamento: a transformação da administração urbana no capitalismo tardio.”, de autoria de David Harvey.
O autor concentra seus estudos em como o capitalismo interfere na produção de uma geografia histórica própria e a consequência dessa ação do capital na transformação social. Para ele, os processos urbanos no capitalismo são “(...) moldados pelalógica da circulação e da acumulação do capital” (48) e desempenham atualmente um papel de protagonistas na “(...) distribuição geográfica das atividades humanas e da dinâmica político-econômica do desenvolvimento geográfico desigual” (49).
Quando trata dessa mudança do gerenciamento ao empresariamento, ele data seu início nos anos setenta, que pode estar relacionada às dificuldades que atingiramas economias capitalistas desde a recessão de 1973, prolongando-se aos anos oitenta, década em que o artigo foi escrito. No entanto, podemos prolongar o efeito dessa mudança até os nossos dias. Fala também dos efeitos dessa mudança vistas nos impactos que geram nas instituições e nos ambientes urbanos construídos.
Segundo Harvey, a urbanização deveria ser vista como um “processo social que ocorreno espaço, no qual uma ampla gama de diferentes atores com objetivos e agendas bastante diversos que interagem através de uma configuração específica de práticas espaciais interligadas” (51), já que ela produz espaços e sistemas específicos e configura arranjos institucionais, políticos e administrativos diversos.
Para ele, a gestão da cidade significa muito mais do que “governo urbano”, ondeé necessário organizar o espaço considerando o complexo de forças mobilizadas pelos diversos agentes sociais e no sentido de formar alianças e coalizões. Afirma que esse novo empresariamento das cidades tem como característica a “parceria público-privada” onde as reivindicações locais se integram ao poder público para tentar atrair investimentos e empregos e que essa parceria sempre estará sujeitaaos perigos inerentes aos empreendimentos especulativos, onde, muitas vezes o setor público assume o risco e a iniciativa privada fica com os benefícios. Para ele, esse empresariamento foca em demasia na economia política do local, caracterizados por projetos pontuais, esquecendo-se, por vezes, dos problemas que envolvem a região ou o território como um todo. Esse empresariamento tem, portanto,como objetivo político e econômico imediato os empreendimentos imobiliários pontuais e especulativos e não a melhoria nas condições de vida da população.
No capítulo que trata das “estratégias alternativas para a administração urbana”, Harvey explora quatro opções desse empresariamento. Na primeira ele coloca que nas atuais condições de competição internacional, exploram-se algumas vantagensespecíficas para a produção de bens e serviços, como recursos (ex. o petróleo), a localização privilegiada, os subsídios e o fornecimento de mão de obra de qualidade (poderoso fator de atração), em quantidade e de baixo custo ou algumas vantagens criadas através de investimentos públicos e/ou privados na geração de novas tecnologias e novos produtos. Ele explica que é muito difícil atrairempreendimentos de grande escala sem que haja incentivo do governo local ou dos elementos que compõem a gestão do lugar e coloca o marketing promovido pela ação de um forte governo local como fomentador. Na segunda opção ele expõem que a cidade aumenta a sua competitividade à medida que aumenta o poder de consumo e para isso, se concentram na “qualidade de vida, na valorização do espaço, na inovação cultural,na elevação da qualidade do meio urbano, nos atrativos de consumo e no entretenimento” (54 e 55) quando aplicam estratégias de renovação urbana, afim de tornar a imagem da cidade “como um lugar inovador, excitante, criativo e seguro para viver, visitar, para jogar ou consumir” (55). Para ele, essas obras voltadas para o fomento da atividade turística acabam por melhorar a qualidade de vida do...
tracking img