Da rocha ao solo: intemerismo e pedogênese

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3675 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
http://www.google.com.br/imgres?q=serie+de+goldich&um=1&hl=pt-BR&sa=N&nord=1&biw=1228&bih=530&tbm=isch&tbnid=yhaddeXAIXmS2M:&imgrefurl=http://geodinamica.no.sapo.pt/html/pagesgex/imagensmeterosao/image2_7.htm&docid=wrAg_qTt4DKnkM&imgurl=http://geodinamica.no.sapo.pt/imagens/imagensmeterosao/goldich.gif&w=572&h=401&ei=sG7VTtK2F-bh0QH1oZTzAQ&zoom=1&iact=rc&dur=297&sig=110351479714946561475&page=1&tbnh=157&tbnw=224&start=0&ndsp=10&ved=1t:429,r:0,s:0&tx=180&ty=92
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA_SUAD/intemperismo
http://www.rc.unesp.br/igce/aplicada/DIDATICOS/M%20RITA/aula08r.pdf
Da rocha ao solo: intemperismo e pedogênese
Introdução
O termo intemperismo vem do termo“intempérie” que é usada para descrever a ação do sol, vento e da chuva sobre objetos.
O intemperismo é o conjunto de modificações de ordem física (desagregação) e química (decomposição) que as rochas sofrem ao aflorar na superfície da Terra.
A maioria das rochas que conhecemos são formadas num ambiente de pressão e temperatura bastante elevadas, deste modo as rochas se encontram bastante instáveis quandoexpostas a uma atmosfera úmida e biologicamente ativa.
Os fatores que controlam a ação do intemperismo são o clima (variação sazonal da temperatura e distribuição das chuvas), o relevo (que influi no regime de infiltração e drenagem das águas), a fauna e flora (fornecem matéria orgânica para reações químicas e remobilizam materiais), a rocha parental (com resistência diferenciada aos processos dealteração intempérica) e, finalmente, o tempo de exposição da rocha aos agentes intempéricos.
A pedogênese (formação do solo) ocorre quando as modificações químicas e mineralógicas do intemperismo dão lugar a modificações estruturais, com reorganização dos minerais formadores do solo – principalmente argilominerais e oxi-hidróxidos de ferro e de alumínio – nos níveis superiores do manto dealteração. Aí desempenham papel fundamental a fauna e a flora do solo que, ao realizarem suas funções vitais, modificam e movimentam enormes quantidades de material, mantendo o solo aerado e renovado em sua parte mais superficial.
O intemperismo e a pedogênese levam à formação de um perfil de alteração, também chamado de perfil de intemperismo, perfil de solo ou regolito. Esses materiais podem apresentarconcentrações de substancias minerais de interesse econômico potencial, chegando a formar jazidas. O perfil é estruturado verticalmente, a partir da rocha fresca, na base, sobre a qual se formam a alterita (ou saprólito) e o solum que constituem juntos, o manto de alteração. Sendo dependentes do clima e do relevo, o intemperismo e a pedogênese ocorrem de maneira distinta nos diferentescompartimentos morfoclimáticos do globo terrestre, levando à formação de perfis de alteração compostos de horizontes de diferente espessura e composição.
O intemperismo e pedogênese agem não apenas sobre rochas ígneas e metamórficas, mas também sobre rochas sedimentares, elas próprias formadas por materiais provenientes da erosão de antigos perfis de intemperismo.
Tipos de intemperismo
O intemperismoatua por meio de mecanismos modificadores das propriedades físicas dos minerais e rochas (morfologia, resistência, textura etc.) e de suas características químicas (composição química e estrutura cristalina).
Em função dos mecanismos predominantes de atuação, os processos são normalmente classificados em intemperismo físico e intemperismo químico. Quando há também a ação (física ou bioquímica)de organismos vivos ou da matéria orgânica, proveniente de sua decomposição, o intemperismo é chamado de físico-biológico ou químico-biológico.
Intemperismo físico
Todos os processos que causam desagregação e fragmentação das rochas, com separação dos minerais antes coesos, transformando a rocha inalterada em material descontínuo e friável, constituem o intemperismo físico. Não ocorre...
tracking img