A crise econômica mundial, que ocorreu em 2008, afetou a vida das pessoas, governos, empresas, sistemas financeiros. Houve a quebra de muitos bancos, falência de muitas empresas, os sistemas financeiros entraram em colapso, milhares de pessoas ficaram desempregadas. Foi um fenômeno de proporção global. A economia mundial viveu um fato único na história: uma crise causada por outras crises. A crise provocou efeitos no mundo todo, uma vez que o déficit na economia americana diminuiu a oferta de crédito no mercado internacional. Isso fez com que os governos adotassem medidas de solução para combater essa diminuição do crédito. A economia americana, que é amaior economia do mundo, precisou que o presidente fosse a público dizer que estava tudo bem, porque as bolsas estavam caindo no mundo inteiro.
A crise financeira internacional aportou no Brasil ameaçando os dois alicerces do desempenho econômico favorável: exportações e consumo (crédito). A retração da economia global acarretou uma queda na demanda internacional por produtos ocasionando uma redução nos volumes e preços das exportações; além disso, a diminuição na oferta de dinheiro em circulação ocasionou a escassez de fontes de crédito e financiamento.
A falta de liquidez e o risco de insolvência tornaram obrigatória a presença da regulação, da fiscalizaçãoe do crédito estatal. As políticas econômicas (sobretudo as fiscais creditícias, mais do que as monetárias) cumpriram um papel central na recuperação da economia entre 2009 e 2010.
Diante de uma crise financeira de grandes proporções, como foi a crise desencadeada nos EUA em 2008, as medidas econômicas adotadas pelo governo com o intuito de neutralizar os efeitos imediatos da mesma, foi de suma importância para a economia do país.
A resposta dada pelo governo brasileiro em termos de política econômica (fiscal e monetária), é apontada como responsável pelo abrandamento dos efeitos da crise de 2008 no Brasil.
As políticas de cunho social tiveram [continua]

Ler trabalho completo

Citar Este Trabalho

APA

(2011, 10). Crise financeira de 2008: os impactos no brasil e as estratégias macroeconômicas adotadas para superá-la. TrabalhosFeitos.com. Retirado 10, 2011, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Crise-Financeira-De-2008-Os-Impactos/94224.html

MLA

"Crise financeira de 2008: os impactos no brasil e as estratégias macroeconômicas adotadas para superá-la" TrabalhosFeitos.com. 10 2011. 2011. 10 2011 <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Crise-Financeira-De-2008-Os-Impactos/94224.html>.

MLA 7

"Crise financeira de 2008: os impactos no brasil e as estratégias macroeconômicas adotadas para superá-la." TrabalhosFeitos.com. TrabalhosFeitos.com, 10 2011. Web. 10 2011. <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Crise-Financeira-De-2008-Os-Impactos/94224.html>.

CHICAGO

"Crise financeira de 2008: os impactos no brasil e as estratégias macroeconômicas adotadas para superá-la." TrabalhosFeitos.com. 10, 2011. Acessado 10, 2011. http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Crise-Financeira-De-2008-Os-Impactos/94224.html.