Crise capitalista dos anos 70-resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4042 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
  “O mundo atual parece, mais do que nunca, um mundo convulsionado.
            Profundas transformações tecnológicas revolucionam o modo de
            produzir nossa vida material, com enormes implicações sobre a
            organização da produção e do trabalho; nossos modos de vida e de
            organização social são violentamente modificados”.
            Márcia de Paula Leite.            Nos últimos anos, particularmente a partir da década de 1970, o
            mundo passou a presenciar uma crise do sistema de produção
            capitalista. Após um período próspero de acumulação de capitais, o
            auge do fordismo e do keynesianismo das décadas de 1950 e 1960, o
            capital passou a dar sinais de um quadro crítico, que pode ser            observado por alguns elementos como: a tendência decrescente da taxa
            de lucro decorrente do excesso de produção; o esgotamento do padrão
            de acumulação taylorista/fordista(2) de produção; a desvalorização
            do dólar, indicando a falência do acordo de Breeton woods; a crise
            do Welfare State ou do “Estado de Bem-Estar Social”; a
           intensificação das lutas sociais (com greves, manifestações de rua)
            e a crise do petróleo que foi um fator que deu forte impulso a esta
            crise.
            Esta “crise estrutural do capital” impulsionou, principalmente nos
            anos 1980 e 1990, uma gama de transformações sócio-históricas que
            afetam das mais diversas formas a estrutura social. Nestas condições            o sistema capitalista vai buscar várias formas de restabelecer o
            padrão de acumulação. Neste sentido é que se insere a implementação
            de um amplo processo de reestruturação do capital, com vistas a
            recuperar o seu ciclo produtivo, o que afetou fortemente o mundo do
            trabalho, promovendo alterações importantes na forma deorganização
            da classe dos trabalhadores assalariados.
            Neste contexto o modelo de produção taylorista/fordista, que vigorou
            na grande indústria ao longo do século XX, particularmente a partir
            da segunda década, mostra-se em decadência.
            Harvey (2002) salienta que a base do método de produção de F. W.
            Taylor e Henry Ford era aseparação entre gerência, concepção,
            controle e execução. O que havia em especial em Ford e que em última
            análise distingue o fordismo do taylorismo era o seu reconhecimento
            explícito de que produção em massa significava consumo em massa, um
            novo sistema de reprodução da força de trabalho, uma nova política
            de controle e gerênciado trabalho, em suma, um novo tipo de
            sociedade democrática e racionalizada. Em muitos aspectos, as
            inovações de Ford eram mera extensão de tendências
            bem-estabelecidas, ele fez pouco mais do que racionalizar velhas
            tecnologias e uma detalhada divisão do trabalho pré-existente. Ford
            lançou as bases de um sistema em que ospróprios trabalhadores – até
            então vistos como mão-de-obra a ser usada no limite de suas
            potencialidades – deveriam ser considerados também como
consumidores.
            Assim, em síntese, podemos afirmar que o sistema taylorista/fordista
            caracteriza-se pelo: padrão de produção em massa, objetivando
            reduzir os custos de produção, bem como ampliaro mercado
            consumidor; produção homogeneizada e enormemente verticalizada
            obedecendo à uniformidade e padronização, onde o trabalho é
            rotinizado, disciplinado e repetitivo; parcelamento das tarefas, o
            que conduzirá o trabalho operário à desqualificação.
            Antunes acrescenta que:
            “Esse padrão produtivo...
tracking img