Criminalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9125 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO
1.1 CONCEITOS:
1.2 OBJETIVOS DA CRIMINALÍSTICA:
2. CONCEITO DE CORPO DELITO
2.1 VESTÍGIOS:
2.2 EXAME DE CORPO DE DELITO
3. LOCAL DE CRIME
3.1 Conceito
3.2 Classificação:
5. IMPORTÂNCIA DA PRESERVAÇÃO DOS LOCAIS DE CRIME NA FORMAÇÃO DA PROVA PERICIAL.
5.1 ISOLAMENTO E PRESERVAÇÃO DE LOCAL:
5.1.1. TÉCNICAS A SEREM ADOTADAS:
5.1.2.LOCAL DE CRIMES CONTRA A PESSOA (MORTE VIOLENTA):
5.1.3. LOCAL DE ACIDENTE DE TRÁFEGO:
5.1.4 LOCAIS DE CRIME CONTRA PATRIMÔNIO
5.1.5 PROCEDIMENTOS POLICIAIS
5.1.6 RESPONSABILIDADE DO PRIMEIRO POLICIAL
5.1.7 A IMPRENSA NO LOCAL DO CRIME
6. LEVANTAMENTO DO LOCAL:
6.1. METODOLOGIA DE LEVANTAMENTO DE LOCAL:
6.1.1. OBSERVAÇÃO:
6.2. DESCRIÇÃO DO OBSERVADO:
6.3. COLHEITA DE VESTÍGIOS:6.3.1. MATERIALIZAÇÃO DE VESTÍGIOS:
7. EXAME DE CORPO DE DELITO AFEITO AO PERITO CRIMINAL
8. O TRABALHO DO PERITO:
9. RECOMENDAÇÃO PARA O POLICIAL:
GLOSSÁRIO







1. INTRODUÇÃO

No princípio do século XIX, cabia à medicina legal, além dos exames de integridade física do corpo humano, toda a pesquisa, busca e demonstração de outros elementos relacionados com a materialidadedo crime e demais evidências extrínsecas ao corpo humano.
Com o advento de novos conhecimentos e desenvolvimentos das áreas técnicas, como física, química, biologia, matemática, toxicologia, etc., tornaram-se necessidade real a criação de uma nova disciplina para a pesquisa, análise, interpretação dos vestígios materiais encontrados em locais de crime, tornando-se assim, fonte imperiosa de apoioà polícia e à justiça.
Surgiu, destarte, a criminalística como ciência independente em sua ação, como as demais que a constituem.
O nome criminalística foi utilizado pela primeira vez por Hans Gross, considerado o pai da criminalística, juiz de instruções e professor de direito penal, em 1893, na Alemanha, ao publicar seu livro como sistema de criminalística, Manual do juiz de instrução.1.1 CONCEITOS:
A Criminalística é o conjunto de procedimentos científicos de que se vale a justiça moderna para averiguar o fato delituoso e suas circunstâncias, isto é, o estudo de todos os vestígios do crime, por meio de métodos adequados a cada um deles.
O termo criminalístico foi criado por FRANS VON LISZT, para designar a "Ciência total do Direito Penal".
Para Hans Grosscriminalística seria "O estudo global do crime".
O 1º Congresso Nacional de Polícia Técnica aprovou a definição do Prof. JOSÉ DEL PICCHIA FILHO:
"Criminalística é a disciplina que tem por objetivo o reconhecimento e a interpretação dos indícios materiais extrínsecos, relativos ao crime ou à identidade do criminoso".
Por outro lado, no Rio Grande do Sul, um dos mais geniais peritos brasileiros, oDr. ERALDO RABELLO assim definiu a criminalística: "É uma disciplina autônoma integrada pelos diferentes ramos do conhecimento técnico - científico, auxiliar e informativo das atividades policiais e judiciárias da investigação criminal.
Na atual conjuntura uma definição simples e concisa seria:
CRIMINALISTICA É A CIÊNCIA QUE ANALISA SISTEMATICAMENTE OS ASPECTOS MATERIAIS DO ILÍCITO PENAL,VISANDO, NUMA SÍNTESE DE INDÍCIOS, ELUCIDAR O DELITO E DAR A SUA AUTORIA.

1.2 OBJETIVOS DA CRIMINALÍSTICA:
A Criminalística é uma ciência que tem por objetivos:
a) dar a materialidade do fato típico, constatando a ocorrência do ilícito penal;
b) verificar os meios e os modos como foi praticado um delito, visando fornecer a dinâmica do fenômeno;
c) indicar a autoriado delito, quando possível;
d) elaborar a prova técnica, através da indiciologia material.

2. CONCEITO DE CORPO DELITO
Todos os crimes materiais deixam vestígios, pois nestes delitos existe a necessidade de um resultado externo à ação, sendo relevante o resultado material para que os mesmos existam.
No lugar onde ocorreu uma morte violenta, por exemplo um homicídio, são vestígios...
tracking img