Costura industrial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1565 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Xxxxxxxxxxx
Xxxxxxxxxxx





MODULO II
COSTURA INDUSTRIAL

Projeto de Confecção, apresentado como requisito parcial para conclusão do Curso Técnico Industrial Habilitação em Confecção do Vestuário, na disciplina de Projeto Integrador de Confecção do SENAI CIHRD – Centro Integrado Hélcio Rezende Dias.
Professores: Leonardo Bandeira da Silva



VILA VELHA
2011
SUMÁRIO

1.INTRODUÇÃO 03
2. PEÇA PILOTO 04
2.1. CORTE DA PEÇA PILOTO 04
2.2. CONSUMO DA PEÇA PILOTO 05
2.2.1 Calça 05
2.2.2 Vestido 05
2.2.3 Blusa 06
3. SEQUÊNCIA OPERACIONAL 06
3.1 CONCEITOS DE SEQUÊNCIA OPERACIONAL 06
3.2 OBJETIVOS DA SEQUÊNCIA OPERACIONAL 06
3.1. CALÇA 07
3.2. VESTIDO 09
3.3. BLUSA 11
BIBLIOGRAFIA 13





1. INTRODUÇÃO

MÁQUINA DE COSTURA
Sua história iniciou em 1830pelo alfaiate francês Barthélemy Thimonnier que se aproveitou do aparecimento de agulhas com duas pontas e pôs à venda o seu primeiro modelo. Seu invento tinha uma agulha de ponta dupla que funcionava acionada por uma alavanca movimentando uma roda, impulsionando o seu negócio a tal ponto que, dez anos depois, seus concorrentes provocaram um incêndio na sua fábrica pelo prejuízo sofrido. Fugidopara a Inglaterra para conquistar o mercado norte-americano, não foi bem sucedido e retornou pobre para seu país. Porém, antes disto, introduziu melhorias que permitiram à maquina o intento de fazer 200 pontos por minuto.
Patenteado em 1846 um modelo com lançadeira sincronizada com a agulha por Elias Howe. Em 1851, surgiu a primeira máquina de costura com pedal inventada por Isaac Singer queintroduziu várias melhorias, o que propiciou o domínio do mercado e o levou a fundar a Singer, lançando o sistema de vendas a prazo e dando visibilidade mundial à máquina. A partir disto, lançou-se no mercado de exportação, transformando-se em uma das maiores empresas do mundo no mercado de máquinas de costura.
As máquinas de costura domésticas atuais já têm capacidade de fazer 1500 pontos porminuto, e as industriais atingem cerca de 7000 pontos por minuto.
A máquina de costura é responsável pela produção de vestuário em grande escala, o que não era possível com a costura à mão. Além de propiciar a produção de roupas de cama, mesa e banho, sofás, bolsas e calçados.




2. PEÇA PILOTO

A peça piloto é o protótipo de uma peça que será reproduzida em série. Na confecção dessapeça após prova e ajustes, ficam definidos todos os acabamentos e existências de aviamentos em geral.
A peça piloto serve de modelo para que outras peças sejam cortadas no mesmo molde. Quando algo não sai certo, é dado um ajuste para uma melhor confecção. Entretanto, sem a peça comentada não haveria como fazer a outra. Elas estão entrelaçadas entre si. Uma faz parte da outra. Têm que secomplementar e se ajustar. No caso de uma peça se desgastar ao ponto de rasgar, nenhum remendo fará da peça algo novo. Pode solucionar, mas sempre ficará a marca do desgaste.

2.1. CORTE DA PEÇA PILOTO
A peça piloto é o protótipo de uma peça que será reproduzida em série. Na confecção dessa peça, após prova e ajustes, ficam definidos todos os acabamentos: 1. Quantidade, comprimento, tipo e espaçamentodos pontos e pespontos. 2. Quantidade, comprimento e tipo dos caseados. 3. Quantidade, tipo e tamanho dos botões. 4. Tamanho e tipo de fechos. 5. Largura de bainhas. 6. Tipo, cor, lavagens, bordados, aplicações, etc... Dos beneficiamentos. 7. Custo interno, preço de atacado, preço de varejo etc...






2.2. CONSUMO DA PEÇA PILOTO
2.2.1 Calça
TECIDO USADO PARA PEÇA PILOTO
TECIDO CORLARGURA DO TECIDO COMPOSIÇÃO GRAMATURA DO TECIDO CONSUMO
METRO LINEAR GRAMAS
SATIN COTTON PRETO 1.44 98%ALGODÃO,02%ELASTANO 120.68cm








2.2.2 Vestido

TECIDO USADO PARA PEÇA PILOTO
TECIDO COR LARGURA DO TECIDO COMPOSIÇÃO GRAMATURA DO TECIDO CONSUMO
METRO LINEAR GRAMAS
TRICOLINE VERDE 1.45 70%ALGODÃO, 27% POLIAMIDA, 03%ELASTANO 119.46cm...
tracking img