Contabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1082 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CUSTEIO POR ABSORÇÃO


DEFINIÇÃO


Custeio significa Método de Apropriação de Custos. Assim, existem: Custeio por Absorção, Custeio Direto, Custeio Padrão, ABC, RKW etc.

Custeio por Absorção é um processo de apuração de custos, cujo objetivo é ratear todos os seus elementos (fixos ou variáveis) em cada fase da produção. Logo um custo é absorvido quando for distribuído a um produto ouunidade de produção, assim cada unidade ou produto receberá sua parcela no custo até que o valor aplicado seja totalmente absorvido pelo Custo dos Produtos Vendidos ou pelos Estoques Finais.

Custeio por Absorção é o método derivado da aplicação dos princípios de contabilidade geralmente aceitos, nascido da situação histórica mencionada. Consiste na apropriação de todos os custos de produção aosbens elaborados, e só os de produção; todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.

Não é um principio contábil propriamente dito, mas na metodologia decorrente deles, nascida com a própria contabilidade de Custos. Outros critérios diferentes têm surgido através do tempo, mas este é ainda o adotado pela Contabilidade Financeira; portanto,válido tanto para fins de Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultados como também, na maioria dos países, para Balanço e Lucro Fiscais.

A auditoria Externa tem-no como básico. Apesar de não ser totalmente lógico e de muitas vezes falhar como instrumento gerencial, é aceito para fins de avaliação de estoques (para apuração do resultado e para o próprio balanço).

Também o Imposto de Rendacostumeiramente o admite: no Brasil é utilizado obrigatoriamente, com pequenas exceções. Houve e ainda há em nossa legislação fiscal algumas pequenas variações optativas, como, por exemplo, na depreciação. No Custo por Absorção, a depreciação dos equipamentos e outros imobilizados amortizáveis utilizados na produção deve ser distribuída aos produtos elaborados; portanto, vai para o ativo na formade produtos, e só vira despesa quando da venda dos bens. (Nossa legislação de Imposto de Renda vinha admitindo que ela fosse separada dos custos de produção e tratada diretamente como despesa, podendo ser descarregada para o resultado integralmente no período, mesmo que parte dos produtos feitos estivesse estocada ainda no final. Hoje essa opção não mais persiste).



APURAÇÃO

O esquemabásico do custeio por absorção é o demonstrado a seguir:

1. Separação de custos de despesas.
2. Apropriação dos custos diretos e indiretos à produção realizada no período.
3. Apuração do custo da produção acabada.
4. Apuração do custo dos produtos vendidos.
5. Apuração do resultado.

Uma vez realizada a separação entre custos e despesas, o esquema básico contábil do ciclo de custos e seuinter-relacionamento com a Contabilidade Geral pode ser visualizado no diagrama abaixo:

DETALHAMENTO DAS CONTAS DE CUSTO REFERENTES A ESTOQUES


MATERIAIS DIRETOS

PRODUTOS EM ELABORAÇÃO

Estoque inicial
Saídas de Produtos
Estoque inicial Saídas de

Compras materiais para
MD
Custo de Acabados (Custo da
a produção MOD Produção Produção Acabada)CIF do Período

Estoque Final Estoque Final



REGISTROS CONTABEIS

Só é considerada custo a parcela dos materiais que é utilizada na produção. A conta Materiais Diretos apresenta normalmente, no início do período, um saldo devedor que corresponde aos materiais não utilizados no período anterior. Recebe, a seu débito, todas as compras que foramefetuadas no período. A contrapartida das compras é feita, caso haja desembolso, a crédito de Caixa ou Bancos, conforme seja em dinheiro ou cheque; caso não haja, a crédito de Contas a Pagar.

As saídas dos materiais requisitados para utilização na produção são registradas a crédito de Materiais Diretos e a débito de Produtos em Elaboração. A diferença entre os débitos e créditos lançados na...
tracking img