Contabilidade gerencial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6087 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
2 REFERENCIAL TEÓRICO

2.1 A teoria da contabilidade

2.1.1 Conceito de contabilidade

Embora a comunidade contábil tenha comemorado há poucos anos o quingentésimo aniversário da publicação da obra de Luca Pacioli, ainda não existe unanimidade sobre a natureza teórica e doutrinária da contabilidade. De um lado, existem grupos de pensadores contábeis que defendem que a contabilidade é umatécnica ou uma arte; por outro lado, existe um grupo que defende a sua natureza como ciência.

Essa controvérsia sobre a natureza da disciplina contábil, embora possa, num primeiro momento, despertar o interesse apenas da comunidade acadêmica, vem centrando as atenções de outras áreas da comunidade contábil, como a das associações profissionais, uma vez que essa polêmica terá reflexo direto nosblocos econômicos, a exemplo do Mercosul, da NAFTA, da Comunidade Econômica Europeia etc., “sem barreiras de entrada ou saída”, ambiciona-se a harmonização de normas e procedimentos contábeis.(MACHADO; SANTOS; SCHMIDT, 2005, p. 9).

Franco (1996) define contabilidade como a ciência que é capaz de estudar e controlar o patrimônio das entidades, mediante registros, a demonstração expositiva e ainterpretação dos fatos nele ocorridos, com o fim de oferecer informações sobre sua composição e variações, bem como sobre o resultado econômico decorrente da gestão da riqueza patrimonial.
Para Nagatsuka e Oliveira (2000, p.20) a contabilidade é uma ciência social que estuda, interpreta e analisa o patrimônio das entidades e sendo capaz de controlar as funções e ações das entidades. Para que essamissão seja cumprida, é possível a utilização de diversas metodologias, em que os Princípios Fundamentais se destacam. A contabilidade também é entendida como a parte das ciências administrativas que se preocupa com a classificação, o registro e a análise de todas as transações realizadas por uma sociedade, em que não importa se a mesma tem ou não fins lucrativos, mas que permita um constantesacompanhamento e avaliação da situação da empresa.
“Contabilidade estuda os fenômenos patrimoniais, preocupando com realidades, evidências e comportamentos dos mesmos, em relação à eficácia das células sociais”. Sá (1998, p.42)
Horngren, Sundem e Stratton (2004) definem contabilidade como o sistema de informações que mede as atividades do negócio, processa as informações em relatórios e comunicaos resultados para os tomadores de decisão. É frequentemente chamada de a linguagem dos negócios. Quanto melhor você entender essa linguagem, melhores serão suas decisões de negócios.
No Brasil, existem duas principais vertentes de escolas da contabilidade, a americana e italiana, onde a mesma é vista de forma diferente mas com os mesmo objetivos. Como exemplo de seguidores da escolaamericana podem-se citar Gelbke , Iudícibus e Martins (1990, p. 66) que entendem contabilidade como um sistema de informação e avaliação destinado a prover seus usuários com demonstrações e análises de natureza econômica, financeira, física e de produtividade, com relação a entidade objeto de contabilização . Compreendem sistema de informação como “um conjunto articulado de dados, técnicas de acumulação,ajustes e editamentos de relatórios.” O sistema de informação contábil deve ser capaz de propiciar relatórios diversos além dos exigidos pela legislação societária e fiscal.
Como principal seguidor da escola italiana pode-se citar SÁ (1999, p. 42), que conceitua contabilidade como uma ciência que estuda os fenômenos patrimoniais, preocupando-se com realidades, evidências e comportamentos dosmesmos em relação à eficácia funcional das células sociais .
O conceito que mais destaca o caráter utilitário da contabilidade é o da escola americana, devido ao fato de que sempre houve uma total integração entre acadêmicos e os já profissionais da Contabilidade, o que não ocorreu com as escolas europeias, onde as universidades foram decrescendo em nível, em importância. Para Iudícibus (1994),...
tracking img