Contabilidade comercial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


Sistema de Ensino Presencial Conectado
CIÊNCIAS CONTÁBEIS






CRISTIANO DIAS DE SOUZA










CONTABILIDADE COMERCIAL


















Curvelo/MG
2013




















CONTABILIDADE COMERCIAL












Trabalho apresentado a Universidade Norte do Paraná - UNOPAR –Para o Curso de Ciências Contábeis - Dependência - 3º Semestre para as Disciplinas Contabilidade Intermediária.

















Curvelo/MG
2013

INTRODUÇÃO


A Contabilidade Comercial é o ramo da Contabilidade que controla uma determinada empresa sobre sua vida econômica, financeira e patrimonial, resumindo a Contabilidade Comercial é o conjunto dos bens, direitos eobrigações do comerciante.
O objetivo proposto nesta disciplina é a contribuição para o desenvolvimento dos conhecimentos sobre a Contabilidade Comercial, onde serão abrangidos pontos de grande relevância para nossa formação contábil.

1 - DEFINIÇÕES CONCEITUAIS DOS PRINCÍPIOS DA CONTABILIDADE

Os Princípios de Contabilidade representam a essência das doutrinas e teorias relativas àCiência da Contabilidade, consoante o entendimento predominante nos universos científico e profissional.
No exercício da profissão contábil os princípios da contabilidade poderão ser observadas de forma bem clara, sendo legitimadas pelas Normas Brasileiras de Contabilidade (NBC).
Os princípios são aplicáveis à contabilidade no seu sentido mais amplo de ciência social, cujo objeto é oPatrimônio das Entidades.
São vários os princípios da Contabilidade, onde neste trabalho abordaremos o conceito dos Princípios da Entidade, Continuidade e Competência.


O PRINCÍPIO DA ENTIDADE

O Princípio da ENTIDADE reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um Patrimônio particular no universo dospatrimônios existentes, independentemente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição de qualquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos.


O PRINCÍPIO DA CONTINUIDADE

O Princípio da CONTINUIDADE pressupõe que a Entidade continuará em operação no futuro e, portanto, a mensuração e a apresentação dos componentes do patrimônio levam em contaesta circunstância.
A continuidade significa que a Contabilidade efetua a avaliação do patrimônio e o registro das suas mutações considerando que a entidade, até evidências em contrário, terá sua vida continuada ao longo do tempo, ou seja, é a hipótese básica de que a entidade cujo patrimônio está sendo contabilizado não está destinada a liquidação ou a qualquer forma de extinção, mas,sim, a continuar operando por tempo indeterminado.


O PRINCÍPIO DA COMPETÊNCIA

Princípio da COMPETÊNCIA - estabelece que as Receitas e as Despesas devem ser incluídas na apuração do resultado do período em que foram geradas, sempre simultaneamente quando se correlacionarem (Princípio da Confrontação das Despesas com as Receitas), independentemente de recebimento ou pagamento. Prevalecesempre o período em que ocorreram.


2 – REGIME DE APURAÇÃO

Os regimes contábeis são as normas que orientam o controle e o registro dos fatos patrimoniais. Abordaremos abaixo dois tipos de Regimes: Caixa e Competência.

REGIME DE CAIXA

É o registro contábil que no momento da efetivação de pagamento ou recebimento, não importando a que período se refere o fato, considera-se oregistro dos documentos quando estes são pagos, liquidados ou recebidos, como se fosse uma conta bancária.
O regime de caixa é oposto ao regime de competência, pois considera as saídas e entradas de caixa como "gatilho" para o registro contábil da transação. Trata-se de um sistema utilizado em microempresas ou somente com objetivo gerencial.

REGIME DE COMPETÊNCIA

É o registro...
tracking img