Consumismo infantil, um problema de todos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1661 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Consumismo Infantil, um problema de todos

O consumismo é uma ideologia, um hábito mental forjado que se tornou umas das características culturais mais marcantes da sociedade atual. Não importa o gênero, a faixa etária, a nacionalidade, a crença ou o poder aquisitivo. Hoje, todos que são impactados pelas mídias de massa são estimulados a consumir de modo inconsequente. As crianças, ainda empleno desenvolvimento e, portanto, mais vulneráveis que os adultos, não ficam fora dessa lógica e infelizmente sofrem cada vez mais cedo com as graves consequências relacionadas aos excessos do consumismo: obesidade infantil, erotização precoce, consumo precoce de tabaco e álcool, estresse familiar, banalização da agressividade e violência, entre outras.
Nesse sentido, o consumismo infantil é umaquestão urgente, de extrema importância e interesse geral.
De pais e educadores as agentes do mercado global, todos voltam os olhares para a infância − os primeiros preocupados com o futuro das crianças, já os últimos fazem crer que estão preocupados apenas com a ganância de seus negócios. Para o mercado, antes de tudo, a criança é um consumidor em formação e uma poderosa influência nos processosde escolha de produtos ou serviços.
As crianças são um alvo importante, não apenas porque escolhem o que seus pais compram e são tratados como consumidores mirins.

AUMENTA A INFLUENCIA DAS CRIANÇAS SOBRE COMPRAS DA FAMÍLIA
A década atual esta sendo marcado por um expressivo crescimento no poder de compra das crianças latino americanas. Super expostas à propaganda e bem informadas sobre ouniverso do consumo, elas interferem, não apenas na escolha de produtos infantis, mas também nas compras dos adultos, e isso só vem aumentando a cada dia.
As crianças são estimuladas a ingressar mais cedo no universo adulto, eles passam a observa modas, hábitos e comportamentos inadequados para a sua fase de desenvolvimento. Ao mesmo tempo, tornam-se agentes para sensibilizar o restante da família.As crianças hoje são consideradas pelo mercado publicitário como uma grande influencia capaz de influenciar fortemente os adultos na aquisição de qualquer produto ou serviços. Os publicitários de televisão apelam para os comerciais infantis com uso de animação, efeitos especiais e crianças como atores, essas propaganda que contem crianças, são para prender os adultos aos anúncios.
Oscomerciais as propagandas que são dirigidas aos públicos infantis nem sempre são positivas principalmente quando se trata de alimentos

As crianças hoje são consideradas pelo mercado publicitário como um exército de
promotores de vendas capaz de influenciar fortemente os adultos na aquisição de qualquer produto ou
serviço”, afirma. Basta olhar os comerciais para constatar: os anúncios de produtospara adultos contêm
apelos infantis como o uso de animação, efeitos especiais e crianças como atores, excesso de cores e
mascotes.
Isabella afirma que as imagens e conceitos atrelam às marcas atributos como status, competência,
inteligência e poder de decisão. Além disso, as marcas estão associadas a sentimentos de inclusão ou
exclusão. Por outro lado, o consumismo desenfreado oferece tremendoalcance e pode atingir áreas
inesperadas, como saúde e gastos públicos: “A avalanche de comerciais dirigidos ao público infantil de
alimentos pouco nutritivos ou fast foods promove o consumo excessivo de tais produtos nas crianças e tem
ligação direta com o aumento do número de crianças obesas. Isso, por sua vez, pode aumentar o número de
adultos obesos. Tanto na infância como na idade adulta,elas representarão um gigantesco gasto para a saúde
pública, com tratamentos de doenças ligadas à obesidade – isso sem falar nos gastos com previdência de
adultos impossibilitados de trabalhar quando ainda jovens”, alerta a coordenadora.
Outro impacto é a formação de uma geração de adultos – de todos os segmentos sociais – que cresceu
acreditando que para ser é necessário ter. “Teremos...
tracking img