Conhecendo a perspectiva do aluno acerca da progressão continuada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1203 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CONHECENDO A PERSPECTIVA DE ALUNOS ACERCA DA PROGRESSÃO CONTINUADA: APONTAMENTOS METODOLÓGICOS
Lygia de Sousa Viégas

Este artigo escrito por Lygia de Sousa Viégas tem por objetivo apresentar sua pesquisa de doutorado “Progressão Continuada em umaperspectiva crítica em psicologia escolar”, levantando pontos relevantes e fazendo vários apontamentos sobre o desenvolvimento do seu estudo.
Viégas começa relatando que ouvir os alunos está se tornando ainda mais raro no campo escolar, pois a grande maioria de estudos acerca desse tema, é falado sobre os alunos, o que vai contra o propósito de várias pesquisas e da implantação das políticas públicasque seria atender aos interesses da formação dos alunos.
Essa situação no Brasil ainda se agrava pela onda de novas politicas públicas, onde os gestores educacionais querem imprimir suas marcas, e com a grande rotatividade, a cada novo gestor, muda-se toda a forma de pensar e agir na educação, onde, tais modificações não contam com a participação dos mais interessados, que são professores, pais ealunos.
A Progressão continuada é um exemplo disso, que foi implantado em todas as escolas da rede pública estadual paulista na qual o ensino fundamental foi reorganizado em dois ciclos de 4 anos cada (ciclo I – de 1a a 4a séries e ciclo II – de 5a a 8a séries), no interior das quais não há reprovação, exceto por faltas.
Pesquisas apontam que os professores não participaram da elaboração daProgressão continuada, e que os mesmos definem os alunos como desinteressados apontando a Progressão continuada como catalizador de conduta apenas, pois os alunos sabem que independente do que façam, não serão reprovados.
A autora então quis acabar com o silêncio dos alunos acerca da implantação da Progressão Continuada, e desenvolveu esta pesquisa com o intuito de conhecer a visão dos alunossobre isso e a forma como vivenciam cada dia do processo de escolarização.

REFLEXÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS

A autora afirma que para conhecer o impacto que a implantação da Progressão Continuada causa, é preciso conviver com aqueles que vivenciam isso dia após dia, e se optou então pelo estudo de caso de inspiração etnográfica (Etnografia é o método mais interessante de pesquisa qualitativa oqual valoriza o contato face a face com as dificuldades da realidade escolar).
Durante um ano letivo, a autora conviveu com todos aqueles que pareciam estar interessados em sua pesquisa, observando diversos aspectos da escola, ora participante ativa, registrando o máximo possível dessa experiência, que permitiu a autora conhecer mecanismos que revelam aspectos genéricos e individuais da realidadeda instituição.

OS PARTICIPANTES DA PESQUISA

A pesquisa foi realizada no ano de 2004, em uma escola de Ciclo I com foco em duas salas de 4a série, que foram escolhidas por ser a série que fecha o primeiro ciclo onde pela primeira vez eles podem ser retidos.
Em um primeiro momento, foram feitas 15 observações em cada uma das classes de 4a série com duração média de duas horas em váriassituações diferentes, desde aulas regulares, de educação física, reforço, intervalos, etc.
Segundo a autora, foi possível observar diversas cenas da vida escolar e estreitar o vinculo com os alunos, pais e professores. Suas observações foram registradas primeiramente como um diário de campo, onde escrevia no momento das observações e que professores e alunos tinham acesso livre as suas anotações.Após isso, o diário se transformava em relato ampliado, com suas impressões pessoais e memórias da experiência.
Em um segundo momento foram feitos encontros em grupos de alunos, com o intuito maior da pesquisa que seria escuta-los, valorizando a voz e a vez de cada um a respeito da Progressão Continuada. A autora, além de pesquisadora, durante os grupos fazia o papel de mediadora e, portanto...
tracking img