Concreto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1073 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAUSAS DA CORROSÃO, FATORES DESENCADEADORES E FATORES ACELERANTES

Prof. Eliana Barreto Monteiro

CAUSAS DA CORROSÃO, FATORES DESENCADEADORES E
FATORES ACELERANTES

CAUSAS DA CORROSÃO

A perda da passivação pode ocorrer por:

• Carbonatação do concreto
(despassiva a armadura porque reduz o pH do concreto)

• Presença de íons cloreto
(despassiva a armadura porque rompe pontualmentea película passiva)

FATORES QUE PROVOCAM A CORROSÃO GENERALIZADA

• Redução da alcalinidade do concreto que pode ser devido a uma

“ lixiviação”
por circulação de águas puras ou ligeiramente ácidas

CAUSAS DA CORROSÃO, FATORES DESENCADEADORES E
FATORES ACELERANTES

FATORES QUE PROVOCAM A CORROSÃO GENERALIZADA

•Por reação dos compostos de caráter básico da fase aquosa do concretocom o CO2 para dar carbonatos-sulfatos e água Ca(OH)2 + CO2 Ca(0H)2 + CO2 CaC03 + H2O

CARBONATAÇÃO DO CONCRETO
CO2
DIFUSÃO DO CO2 NO AR ATRAVÉS DOS POROS DO CONCRETO PROCESSO DE CARBONATAÇÃO DO CONCRETO
MODELO:

(SIMPLIFICADO) POROS Ca(OH)2 + CO2 CaC03 + H2O

CO2
DIFUSÃO

DIMINUIÇÃO DO pH DE 12,5 A 8



REAÇÃO QUÍMICA
CEB (1984)

CORROSÃO POR CARBONATAÇÃO

FATORES QUEINFLUENCIAM A CARBONATAÇÃO Relação água/cimento
PROFUNDIDADE DE CARBONATAÇÃO (cm) 3

2

1

0

0,5

0,6 0,7 RELAÇÃO ÁGUA/CIMENTO

0,8

VENUAT (1993)

FATORES QUE INFLUENCIAM A CARBONATAÇÃO Tipo de Cimento
O tipo de cimento influencia a velocidade de carbonatação, já que a reserva alcalina é função da composição química do cimento e das adições.
VELOCIDADE DE CARBONATAÇÃO

CIMENTOSCOM ADIÇÕES

>

CIMENTOS SEM ADIÇÕES

•CPIII •CPIV

•CPII-F

FATORES QUE INFLUENCIAM A CARBONATAÇÃO Condições de Cura
A prática de uma boa cura melhora as propriedades do concreto. As condições de cura juntamente com as condições de exposição devem ser consideradas.

Para reduzir o ingresso do CO2 , o concreto deve ser curado com água por um certo período de tempo.

FATORES QUEINFLUENCIAM A CARBONATAÇÃO Umidade
GRAU DE CARBONATAÇÃO (%) 1,0 0,8 0,6 0,4 0,2 0

0

20 40 60 UMIDADE RELATIVA DO AR

80

100

VERBECK (1958)

FATORES QUE INFLUENCIAM A CARBONATAÇÃO Quantidade de CO2

AMBIENTES INTERNOS

>

AMBIENTES EXTERNOS

Ambientes Naturais Ambientes Industriais

0,03% 0,1%

CAUSAS DA CORROSÃO, FATORES DESENCADEADORES E
FATORES ACELERANTES

FATORES QUEPROVOCAM A CORROSÃO LOCALIZADA
Corrosão Localizada
Agentes Desencadeantes Íons Despassivantes Cloretos e sulfatos Pilhas de pH e de Aeração Diferencial Pilhas Galvânicas Correntes Erráticas Fontes de Alimentação •Matérias primas •Aditivos •Penetração do Exterior •Fissuras •Segregação •Estrutura em dois meios Contato de dois metais Fugas Elétricas

ANDRADE (1992)

CORROSÃO POR CLORETOS Comoos cloretos podem contaminar o concreto?

Água

Contaminação Interna

Areia

Aditivos Aceleradores de pega (CaCl2)

Atmosfera marinha

Contaminação Externa

Tratamentos de limpeza (ácido muriático)

Atmosferas Industriais

CORROSÃO POR CLORETOS Como os cloretos podem estar no concreto?
Quimicamente combinados A agressividade dos íons cloreto está associada ao teor de íonsPrecipitados ou dissolvidos

cloreto livres

•O teor crítico = 0,4% m.c. (CEB, 1984).
Norma Brasileira
NBR 6118 - 500 Mg/l da água de amassamento (0,025% para um concreto com um consumo de cimento de 360 kg e 180 l de água, 3 por m

CORROSÃO POR CLORETOS
Qual o teor limite de cloretos que pode provocar a iniciação da corrosão?

O teor crítico = 0,4% m.c. (CEB, 1984).
Esse limite não estáassociado a um valor fixo, embora algumas normas ou recomendações de alguns países apresentem valores orientativos. Isto é devido à dificuldade de estabelecer um limite seguro, acima do qual existe risco de despassivação do aço, já que esse limite depende:

•Tipo de cimento, •Proporção de cimento, •Relação água/cimento, •Conteúdo de umidade.

CORROSÃO POR CLORETOS

CORROSÃO POR CLORETOS...
tracking img