Conceitos e historia da crimilonogia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1921 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
I. CRIMINOLOGIA

1. CONCEITO
CRIMINOLOGIA: Estudo do fenômeno criminal

2. OBJETIVO
Reunir o conjunto de saberes que provém de todas as áreas de conhecimento, oferecendo elementos científicos aos estudiosos para demonstrar que postulados podem ser transformados em verdades palpáveis:

Como e porque nasce, desenvolve e se consuma a ação criminosa

Medidas e meios de concretizar aprevenção

3. OBJETOS
CRIME Problema social e comunitário
CRIMINOSO Ser histórico, real e complexo (Shecaira)
VÍTIMA Revalorização do seu papel (após 2ª.Guerra Mundial)

CONTROLE SOCIAL - Conjunto de instituições, estratégias e situações sociais que pretendem promover e garantir que o indivíduo se submeta aos modelos e normas comunitários.
→ seu fracasso leva à pena

4. FUNÇÕES
Prevenção docrime
Intervenção na pessoa do infrator

5. MÉTODO
MÉTODO CIENTÍFICO - Observação de fatos que permitem a descoberta de leis gerais
É a conquista da verdade!

CRIMINOLOGIA - análise e observação da realidade

Métodos experimental, empírico, naturalístico (indução)
Em substituição à especulação e o silogismo do método clássico para estudo do delinquente (abstrato, formal, dedutivo)|CRIMINOLOGIA |DIREITO PENAL |
|Ciência do ser (empírica) |Ciência do dever ser (normativa) |
|Método: Empírico-indutivo |Método: Lógico-dedutivo|
|Análise e observação da realidade (mundo real) |Parte de uma premissa correta, para deduzir as consequências |
|Pretende conhecer a realidade e explicá-la |Preocupa-se em conhecer o crime hipotético para descobrir sua |
| |adequação típica|
|- Conhecimento da realidade |- Valoração da realidade |
|Especial interesse no estudo do delinquente |Especial interesse no estudo do crime |
|Compreensão do fenômeno criminoso sob todos os aspectos que o |Repressão ao crime através de regraspunitivas |
|envolve para o fim de estabelecer medidas preventivas e punitivas | |
|eficazes | |

6. INTERDISCIPLINARIEDADE
A análise científica reclama que se integre as informaçõessetoriais, eliminando possíveis contradições internas.
Necessário um esforço de síntese e integração das experiências para formular diagnóstico científico.
Criminologia se relaciona com todas as ciências e áreas do conhecimento humano.
II. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS TEÓRICOS DO PENSAMENTO CRIMINOLÓGICO

1. ANTIGUIDADE
GRÉCIA
Sócrates (470-399 A.C.) - Disse, através de Platão:
Deve-se ensinar aosindivíduos que se tornam criminosos como não reincidirem no crime, dando a eles a instrução e a formação de caráter de que precisam.

Platão (427-347 A.C.) - o ouro do homem sempre foi motivo de seus males
‘A República’: forma ideal de governo - educação é a base da vida social, devendo ser assumida exclusivamente pelo Estado.

Aristóteles (384-322 A.C.) - o homem é, por natureza, um animalpolítico
▪ o interesse coletivo deveria, necessariamente, ser mais importante que o interesse particular
▪ atribuiu causas econômicas a certos delitos

Hipócrates (460-355 A.C.- Pai da medicina) - todo vício é fruto da loucura
▪ o crime também decorre de um vício, uma fraqueza humana
▪ erigiu o princípio da inimputabilidade do homem insano

2. IDADE MÉDIA (395 d.c. a...
tracking img