Conceito de historia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1023 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal Do Pará - UFPA
Licenciatura em História

Conceito de História Segundo Marc Bloch e Hannah Arendt

BELÉM-PA
2012

Lucas Moreira Teixeira

Conceito de História Segundo Marc Bloch e Hannah Arendt

Trabalho da disciplina Introdução aos Estudos Históricos, ministrada pelo professor Aldrin Figueiredo.

BELÉM-PA
2012
- Conceito de historia: SegundoMarc Bloch.

Marc Bloch começa nos mostrar que a historia tem uma dinâmica, pois o apesar da palavra não ter sofrido mudança gramatical sua forma de ser compreendida e interpretada ao longo do tempo, certamente, mudou bruscamente·.
Logo no segundo tópico ele aborda o objeto que o historiador deve possuir em foco não é o passado, pois seria arrogância e um absurdoa seu ver, pois é improvável criar uma ciência que englobe todo o passado e o historiador não pode ter em vista todo o passado como um todo, mas sim o passado dos homens, buscando capturar em cada objeta a ação humana no espaço e assim buscar compreender e interpretar essa as ações humanas no tempo.
Mas essa busca do historiador em compreender o passado do homem trás a preocupaçãocom o começo, ou seja, a origem da ação. A preocupação do autor como essa busca “das origens”, não esta na busca em si, mas na crença que nele a explicação ou pior a única explicação para a dinâmica humana. Isso delimita e calcifica a pesquisa historiográfica, pois a origem não conseguirá explicar os fenômenos humanos, pois eles estão sujeitos a mudanças e misturas durante a dinâmica dos sujeitos notempo.
Tomando como base o que foi dito, Marc Bloch, fala sobre a relação de tempos históricos diferentes, e a importância de compreender os tempos históricos, mas com um cuidado para não mistura-los e confundi-los.
O primeiro ponto sobre esses conhecimentos de tempos distintos se da enquanto tentar compreender o presente pelo passado, pois o tempo ele é linear, portanto osfatos passados têm influencia na dinâmica do presente. Mas tomando cuidado para não esquecer as dinâmicas que influenciaram esse passado (seu valores morais, sua ordem politica entre outros), como ele mesmo ilustra esse pensamento citando que “O homem é mais parecido com o seu tempo, de que com o seus pais”, ou seja, cada tempo histórico tem suas peculiaridades que influenciaram o agente dessetempo.
Quando não se a esse cuidado com as peculiaridades, na analise, caísse no anacronismo, pois se estuda as ações de um determinado tempo, por um olhar de outro tempo de dinâmicas sociais distintas entre eles.
Por meio desse livro, Marc Bloch, contribui com uma nova concepção de estudo da historia, para os historiadores, que consiste em estudar um historia viva, pois como ele mesmocita: “Se eu fosse um antiquário só teria olhos para coisas velhas, mas sou um historiador e por isso que amo a vida”. Portanto a historia dos homens ela interage com homens de tempos distintos, ela não esta cristalizada e nem já produzida em plenitude, a historia dos homens continua a ser feita e continua em sua dinâmica temporal.

- Conceito de historia: Segundo Hannah ArendtNo segundo capitulo do seu livro “ entre o passado e o futuro “ , Hannah Arendt começa abordando a visão de imortalidade e mortalidade em uma perspectiva de vários autores entre eles Heródoto ( “pai da historia”) e a relação de historia e natureza e o sentido filosófico da historia tanto numa perspectiva clássica quando moderna.
Ela começa por falar de Heródoto e o sentido que eledeu a palavra historia em sua origem como “estudo”, que era de descrever e relatar , assim tiraria a os homens da esfera de mortalidade e o colocaria na esfera de imortalidade que pertencia a natureza, ou seja , o homem como individuo teria sua imortalidade junto a natureza.
O contra ponto a esse pensamento vem com Aristóteles que acredita que a única maneira do homem ser imortalizado,...
tracking img