Como conscientizar trabalhadores sobre a

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5529 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
COMO CONSCIENTIZAR TRABALHADORES SOBRE A IMPORTANCIA DA GINASTICA LABORAL NA PREVENÇÃO DE DOENÇAS OCUPACIONAIS

RESUMO Este trabalho objetivou deste estudo foi verificar, através de revisão bibliográfica, a importância da Ginástica Laboral na prevenção de doenças ocupacionais. Para tanto, foi feito um breve histórico sobre as Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios OsteomuscularesRelacionados ao Trabalho (DORT), assim como sobre Ginástica Laboral, analisando-se os aspectos relacionados às LER/DORT, os diferentes métodos de Ginástica Laboral, bem como os resultados positivos obtidos através desta ginástica. Das evidências apresentadas por diferentes autores, ressalta-se a importância da Ginástica Laboral no alívio das dores corporais, na diminuição dos casos de LER/DORT,no aumento da produtividade e no maior retorno financeiro para empresas.

INTRODUÇÃO
Atualmente, em um país como o nosso, infelizmente, as questões relacionadas com a adequação econômica dos ambientes de trabalho ainda estão longe de ser realidade. Apenas algumas empresas e instituições estão preocupadas em oferecer, aos seus colaboradores, condições ideais, não estando, a grande maioria,preocupada em investir na melhoria da qualidade de vida, mas, apenas, com o que os trabalhadores poderão produzir. As Lesões por Esforço Repetitivo (LER) ou os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) são os nomes dados às afecções de músculos, de tendões, de sinóvias (revestimento das articulações), de nervos, de fáscias (envoltório dos músculos) e de ligamentos, isoladas oucombinadas, com ou sem degeneração de tecidos. Elas atingem principalmente – mas não somente – os membros superiores, a região escapular (em torno do ombro) e a região cervical. Têm origem ocupacional, decorrendo (de forma combinada ou não) do uso repetido ou forçado de grupos musculares e da manutenção de postura inadequada (Fundacentro, 2007). Segundo Ribeiro (1997) e Barbosa et al. (1997), na tentativade tornar mais fácil e abrangente a avaliação clínica, o termo LER é amplamente utilizado e conhecido, mas existem outros termos comumente utilizados para a mesma patologia, como Lesões por Traumas Cumulativos (LTC), que são definidas como desordens dos tecidos moles causadas por esforços e movimentos repetidos. Apesar de poder ocorrer em quase todos os tecidos do corpo, os nervos, os tendões, asbainhas tendíneas e os músculos da extremidade superior são os mais acometidos por LTC. Estas lesões são causadas pela

utilização biomecanicamente incorreta dos músculos, dos tendões, das fáscias ou dos nervos, resultando em dor, em fadiga, em queda do rendimento no trabalho e em incapacidade temporária, podendo evoluir para uma síndrome dolorosa crônica que, agravada por todos os fatorespsíquicos (no trabalho ou fora dele), é capaz de reduzir o limiar de sensibilidade dolorosa do indivíduo. Historicamente, o primeiro relato a associar queixas dolorosas nos membros superiores a tipos de atividade de trabalho foi feito, provavelmente, por Ramazzini, em 1713. Apesar de esta primeira associação datar do século XVIII, só recentemente o assunto despertou interesse mundial (Martins, 2001;Fundacentro, 2007). Antes do século XIX, como poucos indivíduos se encarregavam da atividade de escrever, as LER eram um modo bem raro de se adoecer. No primeiro ciclo da Revolução Industrial (1770/1870), em função do caráter ocupacional restrito, praticamente não se diagnosticava esta doença. Aos poucos, quando a pena de ave foi substituída pela palha de aço, tornando mais veloz o trabalho deescrever, os casos de LER foram aparecendo com maior frequência (Ribeiro, 1997). Com o passar do tempo, tipos de esforços parecidos vieram a vitimar, de modo semelhante, duas outras novas categorias de trabalhadores assalariados: a dos mecanógrafos/datilógrafos e a dos telefonistas. Desde 1918, na Suíça, os trabalhadores dessas duas categorias, doentes em função de LER, eram indenizados pelos...
tracking img