Comercio internacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1164 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
17/11/2009 - 13h18
Brasil é 75º em ranking de 180 países sobre percepção de corrupção

[pic]

SÃO PAULO - O Brasil ficou em 75º lugar no ranking de percepção de corrupção elaborado anualmente pela ONG Transparência Internacional. A nota atribuída ao país foi 3,7, em uma escala que vai de zero (altamente corrupto) a 10 (baixo nível de corrupção). Para chegar à nota brasileira, foramconsideradas sete pesquisas. A metodologia também considera um grau de confiabilidade. No caso do Brasil, o estudo considera que há 90% de certeza de que a medida da percepção da corrupção se situa entre as notas 3,3 e 4,3.

Com essa pontuação, o Brasil está empatado com outras nações da América Latina: Colômbia, Peru e Suriname. E melhor do que o México (89º lugar) e a Venezuela (162º lugar), porexemplo. Mas ficou em pior colocação ante países como Botswana (37º), Cuba (61º) e Gana (69º).

O estudo da entidade conclui que a corrupção é um mal generalizado, uma vez que a " vasta maioria " dos 180 componentes do ranking teve nota abaixo de 5. Naturalmente, a percepção de corrupção é maior em países não democráticos ou que passam por instabilidades e conflitos de longa duração, que tenhamdestruído a rede de serviços públicos e o estado de direito. " Quando instituições essenciais são fracas ou não existem, as espirais da corrupção saem de controle e a pilhagem dos recursos públicos alimenta a insegurança e a impunidade " , diz nota da ONG. Exemplos dessa situação são os países com pior colocação no ranking. A nação com maior percepção de corrupção é a Somália (nota 1,1), que vive umaguerra civil desde 1991. Seguem-se Afeganistão (1,3), Mianmar (1,4), Sudão (1,5) e Iraque (1,5), também devastados por guerras (Mianmar, sob ditadura militar desde 1962, enfrenta distúrbios internos). Nas Américas, o país com nota mais baixa é o igualmente destruído Haiti, que ficou com 1,8 - mesma nota do Irã.

Amparados por estabilidade política, inexistência de conflitos longos e instituiçõespolíticas sólidas e em funcionamento, os países com melhor colocação foram Nova Zelândia (nota 9,4), Dinamarca (9,3), Cingapura e Suécia (ambos com 9,2).

1 Nova Zelândia (9,4)
2 Dinamarca (9,3)
3 Cingapura (9,2)
3 Suécia (9,2)
5 Suíça (9,0)
6 Finlândia (8,9)
6 Holanda (8,9)
8 Austrália (8,7)
8 Canadá (8,7)
8 Islândia (8,7)
11 Noruega (8,6)
12 Hong Kong (8,2)
12 Luxemburgo (8,2)
14Alemanha (8,0)
14 Irlanda (8,0)
16 Áustria (7,9)
17 Japão (7,7)
17 Reino Unido (7,7)
19 Estados Unidos (7,5)
20 Barbados (7,4)
21 Bélgica (7,1)
22 Qatar (7,0)
22 Santa Lúcia (7,0)
24 França (6,9)
25 Chile (6,7)
25 Uruguai (6,7)
27 Chipre (6,6)
27 Estônia (6,6)
27 Eslovênia (6,6)
30 Emirados Árabes Unidos (6,5)
31 São Vicente e Granadinas (6,4)
32 Israel (6,1)
32 Espanha (6,1)
34Dominica (5,9)
35 Portugal (5,8)
35 Porto Rico (5,8)
37 Botsuana (5,6)
37 Taiwan (5,6)
39 Brunei (5,5)
39 Omã (5,5)
39 Coreia do Sul (5,5)
42 Maurício (5,4)
43 Costa Rica (5,3)
43 Macau (5,3)
45 Malta (5,2)
46 Bahrein (5,1)
46 Cabo Verde (5,1)
46 Hungria (5,1)
49 Butão (5,0)
49 Jordânia (5,0)
49 Polônia (5,0)
52 República Tcheca (4,9)
52 Lituânia (4,9)
54 Seychelles (4,8)
55África do Sul (4,7)
56 Letônia (4,5)
56 Malásia (4,5)
56 Namíbia (4,5)
56 Samoa (4,5)
56 Eslováquia (4,5)
61 Cuba (4,4)
61 Turquia (4,4)
63 Itália (4,3)
63 Arábia Saudita (4,3)
65 Tunísia (4,2)
66 Croácia (4,1)
66 Geórgia (4,1)
66 Kuait (4,1)
69 Gana (3,9)
69 Montenegro (3,9)
71 Bulgária (3,8)
71 Macedônia (3,8)
71 Grécia (3,8)
71 Romênia (3,8)
75 Brasil (3,7)
75 Colômbia (3,7)75 Peru (3,7)
75 Suriname (3,7)
79 Burkina Fasso (3,6)
79 China (3,6)
79 Suazilândia (3,6)
79 Trinidad e Tobago (3,6)
83 Sérvia (3,5)
84 El Salvador (3,4)
84 Guatemala (3,4)
84 Índia (3,4)
84 Panamá (3,4)
84 Tailândia (3,4)
89 Lesoto (3,3)
89 Maláui (3,3)
89 México (3,3)
89 Moldova (3,3)
89 Marrocos (3,3)
89 Ruanda (3,3)
95 Albânia (3,2)
95 Vanuatu (3,2)
97 Libéria (3,1)...
tracking img