Comandos nativos do linux

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 79 (19627 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Comandos nativos do Linux PauloWildsonMoraes/Ribeirão Preto/SP ______________________________________________________________________________________________

Comandos para Manipulação de Arquivos

pwd – Exibe o diretório atual
Sintaxe: $ pwd

Mostra de forma simples em qual diretório o usuário está localizado no momento.

cd – Navegando entre diretórios
Sintaxe: $ cd[nome_do_diretório]

Muda o diretório atual. Exemplos:
$ pwd /usr/games $ cd ~ $ pwd /home/eitch

No exemplo acima, estávamos no diretório /usr/games e com um simples cd para o diretório ~, fomos para o diretório HOME (/home/eitch). Neste caso utilizamos o ~ que é uma espécie de atalho para o diretório HOME do usuário. Alguns destes “atalhos”: . (ponto) ~ (til) / (barra) - (hífen) Diretório atual Diretório HOMEdo usuário Raiz do sistema Último diretório (Voltar)

.. (dois pontos) Diretório anterior (um nível acima)

Se você deseja ir para um diretório que está na raiz diretamente, usa-se a / antes, exemplo:
$ pwd /usr/local/bin $ cd /etc/rc.d $ pwd /etc/rc.d $ cd $ pwd /usr/local/bin

Ao utilizar uma barra antes do diretório, especificamos o caminho absoluto do diretório, ou seja, todo o seucaminho desde a raiz. Se não colocamos a barra para especificar a raíz, quer dizer que estamos especificando um caminho relativo, ou seja, de acordo com o diretório atual. Em outras palavras, se eu estou no diretório /home/eitch, os dois comandos a seguir farão a mesma coisa, só que um usando o caminho relativo e o outro o caminho absoluto:
$ cd .. $ cd /home

Página 1 de 58

Comandos nativosdo Linux PauloWildsonMoraes/Ribeirão Preto/SP ______________________________________________________________________________________________

ls – Listar arquivos
Sintaxe: $ ls [opções] [arquivo/diretório]

Lista os arquivos e diretórios. Se executarmos apenas o comando ls sozinho, ele mostrará todos os arquivos existentes no diretório atual. Há também alguns parâmetros extras: -l Lista osarquivos em formato detalhado. -a Lista os arquivos ocultos (que começam com um .) -h Exibe o tamanho num formato legível (combine com -l) -R Lista também os subdiretórios encontrados Exemplo de uma listagem detalhada:
$ ls -l total 9916 drwxrwxr-x -rw-r--r--rw-r--r--rw-r--r--

5 1 1 1

hugo hugo hugo hugo

hugo 1302 Aug hugo 122631 Jul hugo 2172065 Jul hugo 2023315 Jul

16 12 12 12

10:1508:20 08:20 08:20

diretorio Database.pdf MySQL.pdf PHP.pdf

No exemplo acima, os arquivos e diretórios são listados com outras informações antes de seus nomes. Estas informações são separadas por um ou mais espaços (para uma melhor formatação) e apresentam os seguintes dados: tipo de arquivo e permissões, número de hard links, usuário dono, grupo dono, tamanho, data de modificação e porúltimo o nome do arquivo. Podemos ver acima que a segunda linha (diretorio) inicia com a letra d, o que significa que ele é um diretório, ao contrário dos outros arquivos que não contém nenhuma letra (-) e por isso são arquivos comuns. É possível identificar o tipo de arquivo desta maneira e as letras podem ser: b para arquivo especial de bloco, c para arquivo especial de caracter, d para diretório, lpara link simbólico, p para um FIFO, s para socket. Podemos também usar no ls o que chamamos de wildcards (caracteres coringa), ou seja, caracteres que substituem outros. Exemplo, listar todos os arquivos que têm a extensão .txt:
$ ls *.txt debian-install.txt ipfw.txt

manualito.txt mouse.txt

named.txt placa_de_video.txt

plip.txt rede.txt

seguranca.txt sis.txt

O wildcard neste casoé o “*”, que representa “tudo”.txt. Existem outros wildcards, como por exemplo o ponto de interrogação “?”, que substitui apenas 1 caractere. Exemplo:
$ ls manual?.txt manual1.txt manual2.txt

manual3.txt

manualx.txt

manualP.txt

Ou ainda os colchetes, que substituem uma faixa de caracteres:
$ ls manual[3-7].txt manual3.txt manual4.txt

manual6.txt

manual7.txt

mkdir – Cria...
tracking img